Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Produtividade e Gestão

      Afinal, o que é gestão de MRO? Descubra agora neste post!

      2 anos atrás - por:

      o que é gestão de MRO

      Entender mais a fundo o que é gestão de MRO, geralmente, é um desafio a quem está à frente da logística e do controle de suprimentos de uma empresa. A sigla representa as iniciais de manutenção, reparos e operações, deixando bem claro do que cuida essa etapa do trabalho de gestão de materiais.

      Não é só a produção que ocupa espaço nos estoques das empresas. Além do armazenamento, é importante pensar em todo o processo de gerenciamento e de operação logística relacionados aos materiais com outras finalidades. Eles são igualmente fundamentais à rotina de uma companhia.

      Neste post, você entenderá melhor o que é a gestão de MRO, como ela se aplica em uma empresa e os benefícios que traz. Confira!

      A gestão de MRO e as demandas que envolve

      Tudo que não é matéria-prima para a produção da empresa está na categoria de MRO. Naturalmente, companhias de grande porte têm um alto número de demandas e, para que tudo funcione, é necessário ter ferramentas, produtos e outros itens.

      Saber o que é gestão de MRO e como esse trabalho se desenvolve é importante para que se possa preservar recursos. As vantagens se mostram de perspectivas como a financeira e a operacional, garantindo que tudo funcione corretamente dentro da rotina de uma produção de larga escala.

      Gerir suprimentos de MRO é importante para que a empresa não precise lidar com impeditivos que atrapalhem o dinamismo da rotina, por exemplo. Qualquer queda na produtividade pode representar prejuízos, atrasos na entrega e até o relacionamento dificultado com distribuidores e clientes.

      Cada categoria de material englobado por MRO tem impacto direto no bom funcionamento da empresa como um todo e, consequentemente, em sua produção. Conheça a seguir!

      Manutenção

      Na categoria manutenção estão incluídos todos os materiais necessários para a rotina da fábrica, de materiais de limpeza até ferramentas operacionais. Tudo é englobado dentro do conceito de que são itens indispensáveis para que a produção se desenvolva e para que a companhia funcione.

      Reparos

      Em reparos estão os itens que serão utilizados para reparos comuns que, consequentemente, o maquinário da produção vai precisar em algum momento. Soldas, parafusos e outras ferramentas estão inclusas.

      A alta exigência pela qual as máquinas passam gera possibilidade de problemas mecânicos.Ter um estoque organizado e de prontidão ajuda a reduzir o tempo de equipamentos parados e evitar perdas no volume de produção.

      Operação

      Nessa categoria está tudo que é fundamental para a operação da empresa, ou seja, todo processo de produção e funcionamento. São itens como EPIs, ferramentas de ajustes de produtos, instrumentos de testes e o que mais for necessário.

      Os itens de operação talvez sejam os mais importantes na continuidade do dia a dia, uma vez que eles têm influência direta no nível de produção.

      A importância da gestão de MRO para a indústria

      Saber o que é gestão de MRO passa por entender quais os benefícios diretos esse trabalho de controle de suprimentos gera para a empresa. Isso garante que, cada vez mais, sejam implementadas boas práticas na rotina de uma companhia.

      A seguir, entenda quais são os principais ganhos obtidos com uma boa operação de gestão e como a empresa pode se beneficiar!

      Redução de custos

      Uma boa gestão de material sempre vai gerar impactos financeiros positivos para uma empresa. Tratando-se de MRO, esse benefício pode ser colhido de diversas formas. Primeiramente, a manutenção garante que as atividades na fábrica se mantenham sempre em seu melhor nível, sem que nada esteja em falta.

      Da mesma forma, gerenciar bem as ferramentas de reparo é fundamental, uma vez que isso evita que a operação não fique parada por tempo prolongado e mantém o ritmo.

      Otimização de processos

      Registrar, consultar, armazenar, realizar novos pedidos e coletar itens são algumas das atividades comuns na rotina de gerenciamento de suprimentos. A produção vai depender desses materiais o tempo todo e, se há uma organização maior, será muito mais fácil conduzir toda a gestão de itens das três categorias.

      A otimização que esses processos vai conquistar é de grande importância para que a rotina da empresa seja mais simples e com processos mais objetivos. O ideal é reduzir o tempo em cada tarefa que precisa ser executada, uma vez que isso resulta em produtividade e também em maior faturamento.

      As melhores práticas para aplicar essa gestão

      Tão importante quanto saber o que é gestão de MRO é se manter atento a como aplicar esses métodos à rotina da sua empresa. Gerenciar três categorias diferentes de materiais pode não parecer tão simples, mas há caminhos estratégicos que ajudam a tornar esse trabalho descomplicado.

      A seguir, veja quais práticas são indispensáveis e entenda de que maneira elas auxiliam na gestão de itens indispensáveis à produção e manutenção das atividades!

      Cadastrar corretamente os itens

      Essa é a primeira etapa na chegada de um novo item, e faz toda diferença para que ele tenha um ciclo positivo dentro da empresa. Quando cadastrado corretamente, esse material estará devidamente controlado pelo sistema utilizado, ou seja, há a plena certeza da quantidade de unidades estocadas.

      Isso garante que não sejam feitas compras desnecessárias e ainda traz a organização para que ele não se perca em um alto volume de produtos. O cadastro gera também a obrigação de posicionar o item adequadamente no estoque, de modo que seja possível encontrá-lo quando necessário. 

      Planejar a compra de materiais para atender a demanda

      O planejamento de compras é outra etapa de extrema importância, já que garante que nada falte quando for necessário para a empresa. Muitas companhias pecam nesse trabalho, e as consequências podem ser estoques incompletos ou mesmo a paralisação das operações.

      Em alguns casos, até itens básicos de manutenção da empresa podem faltar. Outro ponto importante está relacionado à questão financeira. Um novo pedido gera custos que precisam estar dentro do capital de giro que a empresa tem. Por isso, o planejamento também prepara o setor financeiro para liberar os valores.

      Gerenciar a obsolescência dos itens

      Quando se trabalha com produção é preciso estar atento aos investimentos que estão sendo feitos em maquinário, sistemas e ferramentas. A evolução tecnológica é constante, o que pode resultar em decisões que geram obsolescência dos itens. O resultado é a falta dos recursos mais avançados e um custo-benefício ruim.

      É importante ter um estudo mais cuidadoso antes de realizar pedidos desses itens, avaliando se há opções mais avançadas. Além disso, outro ponto que precisa ser observado é a compatibilidade com as ferramentas que já têm na empresa, para evitar problemas operacionais.

      Portanto, se aprofundar sobre o que é gestão de MRO tornou-se uma necessidade fundamental para quem cuida de suprimentos em uma empresa. Isso garante melhores investimentos e cuidados adequados com o que a companhia tem como seu patrimônio!

      Gostou deste post e que ver outros conteúdos como este, que podem ajudar na gestão da sua companhia? Assine a nossa newsletter e receba os posts diretamente no seu e-mail!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post