Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Financeiro

      Sua Empresa está preparada para O Fim do boleto sem registro?

      6 anos atrás - por:

       

      Com o final de 2016, também chegará ao fim a possibilidade de emitir boletos sem registro. Essa medida tem o intuito de diminuir os riscos de fraudes, que acontecem com mais facilidade quando o banco não tem acesso aos dados daquela cobrança.

      Mas a pergunta é: você está preparado para essa mudança? Com esse post, vamos te ajudar a entender como essa medida pode influenciar o seu negócio e as suas finanças.

      Leia com atenção e prepare-se para as mudanças com todas as informações necessárias.

      Uma medida por mais segurança

      Essa é a principal causa que levou a Febraban (Federação Nacional dos Bancos) a adotar essa medida. Todos os anos, milhões de boletos são fraudados, causando danos e perdas para bancos, empresas e consumidores.

      Com o boleto sem registro, não é necessário identificar o emissor e o pagador, o que abre precedentes para diversos golpes, como a alteração do código de barra e o consequente desvio do pagamento.

      Portanto, o boleto com registro trará mais segurança para as operações, diminuindo as chances de qualquer perda para todas as partes envolvidas.

      Maior possibilidade de controle

      Além do aumento da segurança, uma vantagem importante do boleto registrado é a possibilidade de um maior controle sobre os boletos emitidos. Afinal, as empresas conseguirão rastreá-los com mais facilidade.

      Assim, a empresa poderá incentivar os clientes a realizarem pagamentos por débito automático, que só é permitido em boletos registrados. Mesmo vencido, o documento poderá ser pago em DDA (débito automático), em qualquer instituição financeira, além de possibilitar que o banco reemita o boleto, após o vencimento, em seu site.

      Um ponto bastante importante é a possibilidade de protestar em cartório os boletos que não forem pagos. Isso dá a empresa mais segurança e possibilidades de garantir a saúde financeira dos negócios.

      Envio de aviso ao banco

      O boleto registrado é emitido por meio do envio de arquivos de remessa ao banco, que avisa sobre as emissões e fornece os dados referentes ao documento.

      Normalmente, as informações que devem constar no documento são o CNPJ do emissor e o CPF do pagador. Dessa forma, ambas as partes são identificadas.

      Não é uma extinção total

      É importante dizer que a Febraban em seu comunicado diz que os boletos sem registro não serão extintos totalmente. Eles apenas não poderão ser pagos em diversas instituições financeiras, mas somente na que o emitiu.

      Preparação necessária

      Com essa prática em vigor, as empresas precisarão se preparar para os custos que acompanharão a emissão.

      Para boletos registrados, os bancos cobram taxas de emissão, de liquidação, de permanência e de protesto. Isso pode aumentar os custos operacionais do seu negócio. Porém, trata-se de investir em uma segurança maior.

      Esse é um bom momento para visitar e conhecer outros bancos e saber como eles lidam com essa questão e quais taxas praticam. É o momento de negociar, em busca de melhores condições.

      Uma boa forma de se preparar é ter uma ferramenta que auxilie nessa gestão. Um sistema de integração bancária é capaz de enviar aos bancos todos os arquivos necessários para o registro dos boletos.

      Tudo é feito de forma automatizada e você tem todo o controle da emissão e reemissão de boletos, já que é possível realizar a reimpressão em caso de vencimento, com cálculo de juros e multa, e pelo próprio cliente final até a data de vencimento.

      Com preparação e organização, os boletos registrados garantirão a saúde financeira da sua empresa. Afinal, os boletos sem registro não traziam grande segurança e estavam suscetíveis a desvios.

      Compartilhe esse artigo nas redes sociais e informe seus colegas sobre essa mudança.

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post