Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Produtividade e Gestão

      Transit time: saiba o que é e como reduzir esse intervalo

      2 meses atrás - por:

      transit time

      Um dos conceitos mais importantes da logística é o transit time, que consiste no período de tempo entre a movimentação da mercadoria do ponto de coleta até a chegada ao destinatário. Vale lembrar que não corresponde ao lead time, outro indicador bastante utilizado.

      O lead time é mais abrangente, pois considera o prazo desde a colocação do pedido pelo cliente até a sua entrega. Assim, temos indicadores distintos que refletem fluxos estratégicos para a empresa.

      Porém, o nosso foco neste post é conhecer a importância do transit time e apontar dicas de como otimizar esse processo. Confira!

      Qual é a importância do transit time?

      Como mencionamos, esse é um indicador que revela o período de tempo gasto entre o momento da retirada do pedido no ponto de origem até a sua entrega. Mas por que o gestor deve se preocupar?

      Em primeiro lugar, quanto menor for esse índice, melhor será para a experiência do cliente que recebe os produtos com agilidade. Em segundo lugar, essa informação é um dos fatores que influencia a contratação de uma transportadora.

      Isso também vale para as empresas que têm frota própria e podem usar esse indicador para identificar gargalos e fazer melhorias no processo de distribuição. Além disso, também afeta a relação com os fornecedores, que precisam garantir a agilidade da entrega por meio de um transit time competitivo.

      Como reduzir o transit time?

      Conheça algumas iniciativas que podem ser implementadas de forma simples e que oferecem excelentes resultados.

      Compreenda o transit time da empresa

      Se a sua empresa ainda não apura esse indicador, o primeiro passo é coletar as informações necessárias dos últimos 12 meses, se possível. A ideia é estabelecer uma média das entregas apuradas e criar um histórico do último ano para entender se os resultados se mantiveram estáveis e avaliar os casos de oscilação. Além disso, para desenvolver iniciativas de melhoria, é preciso conhecer o contexto atual da operação e identificar gargalos.

      Adote a roteirização da entrega

      Existe uma ampla gama de sistemas desenvolvidos para automatizar o processo de criação da rota de entrega. O uso dessas ferramentas melhora o tempo de entrega, uma vez que é possível programar a rota mais ágil e, assim, aumentar a produtividade.

      Além disso, esse recurso ajuda a reduzir o consumo de combustível e o tempo de parada em cada local de entrega. Outro aspecto positivo é a segurança, uma vez que o sistema sinaliza desvios na rota e pode ser programado para evitar vias que são consideradas perigosas.

      Considere a localidade dos clientes

      Se a empresa opera em todo o país, faz sentido entender as condições que podem afetar o processo de transportes em cada localidade. Fatores como a condição das estradas e as rodovias que requerem o pagamento de pedágios podem impactar não só o prazo de entrega, mas os custos do frete.

      Também é importante levar em conta as janelas de entrega, pois há empresas que limitam o período para a chegada do veículo, a verificação da documentação fiscal e a descarga da mercadoria. Por isso, esses elementos devem ser verificados com atenção.

      Apurar o transit time é apenas o primeiro passo na jornada de melhoria dos processos de transportes. Somente com essas informações o gestor é capaz de elaborar planos de ação para otimizar o prazo de entrega.

      Além do empenho da empresa, é fundamental contar com o apoio de ferramentas especializadas. Por isso, nós oferecemos soluções voltadas para a gestão da cadeia de suprimentos. Você pode conhecê-las no nosso site.

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post