Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Inovação e Tecnologia

      Lead Time na logística: o que saber sobre esse indicador?

      1 ano atrás - por:

      lead time na logistica

      O tempo que leva para uma mercadoria chegar até seu destino deve ser o menor possível. Por isso, as empresas buscam constantemente reduzir o chamado Lead Time na logística. Pelo uso de tecnologias capazes de otimizar processos e reduzir custos, é possível melhorar esse indicador e, dessa forma, conquistar um número maior de clientes.

      Ao longo do texto, você entenderá melhor o que é o Lead Time na logística e como fazer o cálculo desse indicador. Logo de início, já é importante salientar que nem tudo pode ser resolvido simplesmente elevando o estoque. Em outras palavras, mesmo que o pedido do cliente esteja sempre disponível para entrega, isso pode elevar os custos logísticos e gerar ônus ao negócio.

      Se interessou em se aprofundar no tema? Então, continue a leitura do nosso artigo até o fim!

      O que é Lead Time na logística?

      Esse é um indicador que mede o intervalo de tempo entre a realização de um pedido e a chegada do produto até o consumidor final. À medida que a empresa reduz o Lead Time, as chances de conquistar e fidelizar os clientes aumentam, contribuindo para que ela consiga se destacar dos concorrentes. Normalmente, o ciclo de produção consiste em seis etapas, que são:

      • solicitação feita pelo cliente;
      • entrada do pedido;
      • processamento;
      • montagem;
      • transporte;
      • chegada até o consumidor final.

      Como fazer o cálculo do Lead Time na logística?

      Como será visto a seguir, o cálculo do Lead Time é feito de duas formas: por meio de produtos que serão produzidos após o pedido do cliente e itens que já estão disponíveis antes de efetuar uma compra.

      Produtos que serão feitos após o pedido do cliente

      Os cinco passos na hora de fazer o cálculo são:

      • listar insumos, mão de obra e considerar possíveis atrasos com manutenção de equipamentos;
      • saber junto aos fornecedores quanto tempo levará até que todos os insumos cheguem à empresa, considerando também a questão dos dias úteis ou corridos;
      • saber qual insumo levará mais tempo para chegar. Com base nisso, assim que todos os materiais estiverem na empresa, fazer a conferência, adicionando mais um dia ao Lead Time;
      • saber o tempo de fabricação do produto;
      • incluir no cálculo final do Lead Time o tempo que levará para essa mercadoria produzida chegar até o consumidor final.

      Produtos que já estão disponíveis antes do pedido do cliente

      Essa segunda forma de calcular o Lead Time costuma ser mais rápida, já que os itens já se encontram no estoque. Os quatro passos nesse caso são:

      • verificar se há disponibilidade no estoque (dependendo da quantidade solicitada);
      • calcular o tempo que levará até esse pedido ser separado no estoque;
      • fazer uma estimativa de quanto tempo levará para que o transportador leve a mercadoria até o seu destino;
      • assim como no primeiro caso, incluir no Lead Time o tempo que levará até esse pedido chegar ao cliente.

      O Lead Time na logística é um indicador que mede o intervalo de tempo entre a realização de um pedido e a chegada do produto até o cliente. Nesse sentido, o uso de tecnologia pode ser um excelente aliado, principalmente se for contratada uma ferramenta robusta e que traga os resultados esperados. Por isso, nós da eSales podemos ajudar o seu negócio por meio de soluções que facilitam a comunicação entre embarcadores e transportadoras, bem como compradores e fornecedores, prezando sempre pela eficiência e segurança no gerenciamento de todas as informações do setor logístico da sua empresa.

      Gostou do artigo e quer obter mais informações sobre como as soluções da eSales podem ajudar o seu negócio? Entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post