Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound

      LGPD e Logística: qual é a relação? Entenda aqui!

      1 ano atrás - por:

      lgpd e logística

      Você sabe qual é a relação entre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e Logística? Esse é um assunto que deve ser conhecido por empreendedores e gestores que atuam nesse setor, tendo em vista o alto volume de informações relacionadas com operações logísticas, tanto de pessoas jurídicas quanto físicas, e que precisam ser administradas conforme as normas dessa legislação.

      O principal intuito da lei é regulamentar a forma como os dados coletados pela empresa devem ser tratados, com foco na implementação de práticas seguras capazes de proteger clientes, fornecedores e demais parceiros contra acesso de pessoas não autorizadas, vazamentos, roubos de dados, entre outros ataques cibernéticos que podem causar riscos.

      Quer entender um pouco mais sobre o assunto? Então, continue a sua leitura e veja os principais pontos que separamos!

      Como a LGPD abrange a Logística?

      As organizações devem estar atentas quanto a Logística, tendo em vista se tratar de um departamento muito impactado pela mudança. Isso porque há o envolvimento de vários processos e troca de dados diariamente, seja no relacionamento entre fornecedores e varejistas, distribuição, transporte, armazenagem, controle de estoque, trato com o cliente final.

      Todos estes processos englobam desde a troca de informações pessoais como RG, CPF e endereço, além de outros como a emissão de notas fiscais, podendo assim gerar algumas vulnerabilidades nos processos. Por serem são dados cruciais, utilizados o tempo inteiro, é preciso se tomar diferentes cuidados de acordo com o previsto na lei desde a sua obtenção até o seu descarte final, já que a própria norma determina penalidade para as empresas que não se adequarem a ela.

      Como a Logística pode agir de acordo com a LGPD?

      Existem algumas práticas que as companhias podem adotar em seus processos logísticos para se adequarem à LGPD. Confira algumas delas!

      Revisar os processos internos

      É necessário se tomar providências para verificar e revisar os processos aplicados à análise de dados da empresa. Para isso, é possível utilizar algum sistema eficaz que possibilite a gestão de um alto volume de informações e que podem fornecer insights para facilitar a indicação de erros que devem ser solucionados.

      Fazer uma gestão de risco

      Essa atividade deve ser direcionada na elaboração de medidas para assegurar as tarefas da organização no meio digital. Por este motivo, é preciso pensar em ações que auxiliem na prevenção de erros e intercorrência que podem levar à aplicação de multas e demais penalidades.

      Elaborar uma política de consentimento

      É importante que o cliente, fornecedor, varejistas, entre outros, concedam seus dados de forma consciente, permitindo a sua utilização. Nesse caso, o ideal é informar ao titular que suas informações serão utilizadas para uma finalidade determinada, além de explicar que a empresa aplica toda a segurança necessária ao longo da permanência dos dados em seus arquivo, com foco em evitar o acesso de pessoas não autorizadas e mitigar qualquer tipo de risco.

      Adotar novas tecnologias

      Para desenvolver um local seguros para os dados, é importante contar com o auxílio da tecnologia para arquivamento e monitoramento. Por isso, o recomendável é implementar um sistema que já esteja atualizado conforme os parâmetros da nova legislação, evitando que falhas possam comprometer a confiabilidade e transparência que a relação entre o titular das informações e a companhia precisa estabelecer.

      Ficou clara qual é a relação entre a LGPD e Logística e a importância de se adequar à legislação? Nesse caso, é fundamental contar com um software especializado e que esteja em conformidade com as determinações para integrar nos novo requisitos nos processos logísticos e evitar que falas e falta de adaptação possam prejudicar os titulares dos dados ou a empresa em geral.

      Quer saber como nossas soluções podem colaborar nesse processo? Então, entre em contato com a gente e esclareça as suas dúvidas!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post