Saiba como otimizar a gestão logística da sua empresa

Saiba como otimizar a gestão logística da empresa

Recentemente, muitos gestores têm notado a importância da logística na execução de estratégias e como ela contribui para que os resultados sejam aprimorados. Com isso, a visão tem deixado de ser completamente operacional, ela passou a focar nos processos e no que pode ser feito para melhorá-los.

No artigo de hoje, ofereceremos 10 dicas que te ajudarão a otimizar a gestão logística da sua empresa.

1. Mapeie os seus processos

O mapeamento de processos consiste no estudo de como as atividades são realizadas, de ponta a ponta, e a criação de um desenho desse fluxo. Este último aponta as entradas e saídas, os recursos necessários, os processos interligados, o tempo médio de execução e as falhas que comprometem os resultados, por exemplo.

Essa análise visa identificar as causas dos gargalos e elaborar ações que têm como objetivo eliminar os problemas, aumentando a eficácia dos processos, o que leva a resultados mais satisfatórios.

2. Adote a metodologia de melhorias contínuas

Outra forma bem eficaz de otimizar a gestão logística é por meio da realização de melhorias contínuas. Com essas ações, os processos são revisados continuamente, sempre em busca de pontos que podem ser aprimorados. Assim, o caminho para alcançar a excelência nas operações se torna mais curto.

3. Planeje em médio e longo prazo

O planejamento é fundamental para o sucesso de qualquer atividade. É ele que define, com detalhes, quais são os objetivos a serem alcançados, quais metas precisam ser atingidas para isso e quais ações são necessárias para garantir os resultados esperados. Da mesma forma, ele ajuda a dimensionar a necessidade de recursos necessários, bem como o tempo estimado para cada etapa.

Ele norteia as lideranças e alcança todos os níveis da empresa (operacional, tático e estratégico), de forma diferente, desmembrado, mas sempre orientando para o que foi planejado.

Como algumas variáveis podem sofrer alterações ao longo do tempo (mercado, demanda, preços, entre outras), pode ser que seja necessário fazer algumas revisões periódicas e avaliar o que muda com a alteração de certas premissas. Isso ajuda a manter o planejamento mais realista.

4. Estabeleça relação de parceria com fornecedores

Os fornecedores (de produtos e serviços) podem ser grandes aliados quando se fala em otimizar a gestão logística. Quando uma relação de parceria é estabelecida, em que ambas as empresas ganham, é possível alinhar os processos e alcançar uma sinergia que proporciona resultados satisfatórios.

5. Aprimore a comunicação

A comunicação é indispensável para qualquer atividade que for realizada. Em tempos em que a agilidade na tomada de decisão pode caracterizar vantagem competitiva, a rapidez no compartilhamento de dados e informações se faz crucial.

Isso vale tanto para os processos internos, envolvendo os setores, quanto para a relação com os fornecedores — principalmente, no que diz respeito a informações críticas, que demandam uma resposta rápida.

6. Integre setores e empresas

Essa integração é feita somente quando a comunicação passa a ser clara e fluida. Nos processos internos, ela é essencial para garantir o fluxo de informações que ajudarão a melhorar a tomada de decisão e contribuirão para que os resultados sejam melhores — beneficiando a empresa como um todo. Dessa forma, em vez de cada departamento atuar isoladamente, retendo informações, eles passam a trabalhar em sinergia, trazendo vantagens para todas as partes envolvidas.

Da mesma forma, a integração com fornecedores deve ser alcançada, desenvolvendo o conceito de cadeia de suprimentos. Com isso, as empresas ganham a vantagem de competir no mercado como um grupo sólido, tornando-as mais fortes e mais competitivas.

7. Controle os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho são análises desenvolvidas para que o gestor possa avaliar os resultados de suas operações e identificar problemas que afetam seus resultados. Por meio deles, é possível saber se os recursos aplicados têm sido suficientes para alcançar os objetivos planejados.

Eles também são uma fonte confiável para que o processo de tomada de decisão possa ser elaborado da maneira mais assertiva possível. Vale lembrar que eles podem ser utilizados tanto para analisar processos internos, quanto para o desempenho dos parceiros.

8. Faça previsões de demanda

A previsão de demanda é uma análise que fornece uma estimativa de qual será a procura dos clientes para os próximos períodos. Ela é feita com base no histórico de vendas, mas também é preciso avaliar outros pontos como a economia, o comportamento do mercado e os picos de sazonalidade.

Assim, o setor de compras pode planejar melhor as aquisições, evitando faltas ou excessos de mercadorias, que aumentam consideravelmente os custos, os riscos de perdas e obsolescências.

9. Aprimore a gestão de estoques

Uma gestão de estoques eficiente é fundamental para otimizar a gestão logística. Em primeiro lugar, vale lembrar que os estoques são formados a partir do capital de giro da empresa — ou seja, produto parado é o mesmo que dinheiro parado — o que, por si, já é motivo para evitar comprar itens além do necessário para suprir a demanda.

Por outro lado, a falta pode causar rupturas, que ocorrem quando uma venda deixa de ser realizada em decorrência da indisponibilidade da mercadoria. Isso afeta diretamente a experiência do cliente com a empresa e, consequentemente, a sua satisfação.

10. Invista em tecnologia para otimizar a gestão logística

Com tantos controles a serem realizados, além da quantidade de informações e dados que são gerados diariamente, é impossível garantir uma gestão eficiente por meio da realização de controles manuais. Logo, o ideal é investir em um sistema de gestão, que automatize as atividades, promovendo o aumento da produtividade, a redução de erros e de custos.

Como falamos sobre a integração das empresas, vale também investir em uma plataforma (Entregou.com) que ajude nessa comunicação, fazendo o intercâmbio dos dados entre a empresa e os parceiros.

Como vimos, é possível adotar diversas medidas que permitem otimizar a gestão logística da empresa. Além de várias outras, que podem ser identificadas por meio da análise do gestor, buscando encontrar os pontos fracos que precisam ser minimizados e as oportunidades que podem ser aproveitadas, maximizando ainda mais os resultados.

O que achou do artigo de hoje? Aproveite e compartilhe a informação em suas redes sociais para que seus amigos também saibam como podem otimizar a gestão logística em suas empresas!