Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      A eSales já é conhecida pelo seu espírito inovador, com o uso da tecnologia e das tendências de mercado, e nesta evolução se construiu a Theke by eSales, uma plataforma completa para a gestão financeira e a integração bancária.

        O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

        O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

        Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

        Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

        Blog

        Financeiro

        7 dicas para melhorar o controle financeiro de uma transportadora

        4 semanas atrás - por:

        controle financeiro

        Manter um controle financeiro efetivo é essencial para o crescimento sustentável de qualquer transportadora. Isso porque, se trata do conjunto de práticas que visam manter uma boa administração dos recursos do negócio e, assim, garantir vantagens, como maior capacidade de investimento, redução de gastos, entre outros, bem como auxiliar em tomadas de decisões importantes para manter a estabilidade e sucesso das operações.

        Pensando nisso, elaboramos este artigo para mostrar algumas dicas que incríveis que podem ajudar você a ter um bom controle financeiro da sua transportadora. Confira!

        1. Mantenha um registro diário

        É necessário fazer um lançamento financeiro registrando os gastos ou receitas, com as duas datas, valores, classificações e descrições. O problema é que muitos gestores esperam juntar várias operações para depois lançar todos os valores juntos, o que pode ser um erro.

        Isso porque, ao adiar esses lançamentos financeiros, pode acontecer do gestor não ter mais certeza a respeitos de informações relevantes, aumentando as chances de anotar dados relevantes ou cometer erros que poderiam impactar todo esse processo de registro. Sendo assim, uma alternativa é desenvolver uma rotina de lançamentos, registrando só valores no momento em que eles ocorrem, evitando que esses tipos de problemas ocorram.

        2. Utilize o fluxo de caixa

        O fluxo de caixa é uma das partes mais importantes do controle financeiro, já que se refere ao registro de todas as entradas e saídas da empresa, por exemplo:

        • entradas de caixa: abrangem os valores recebidos pelos serviços prestados, que podem ser feitos à vista (dinheiro ou cartão de débito), ou a prazo (cartão de crédito), por exemplo;
        • saídas de caixa: estão ligadas às contas a serem pagas pelo negócio, por exemplo, dívidas com fornecedores, pagamento dos colaboradores, tributos, energia elétrica, água, internet, entre outros.

        Ou seja, representa um conjunto de informações que vão permitir que os gestores tomem decisões mais assertivas a respeito do futuro da transportadora, além de possibilitar a criação de ações necessárias para evitar imprevistos e conhecer a situação real do caixa da organização.

        3. Crie um planejamento financeiro

        É importante que todos os anos sejam traçados os planos referentes ao orçamento da transportadora, afinal, esse documento vai conter a estimativa de eventuais ganhos e despesas.

        É claro que imprevistos podem acontecer, contudo, é necessário contar com um direcionamento para alcançar os objetivos do negócio. Dessa forma, é possível contabilizar os investimentos que contribuem para a expansão da transportadora e tornar os processos mais rentáveis.

        4. Provisione as contas a pagar e a receber

        Uma falha que acontece com frequência no gerenciamento do fluxo de caixa é deixar de realizar lançamentos futuros. Por exemplo, vamos supor que você combinou com um cliente que ele pudesse realizar determinado pagamento no final do mês. Caso deixe de registrar esse valor, terá grandes possibilidades de esquecer e não lembrar de realizar essa cobrança.

        Além desse cenário, ao ter a chance de analisar o que vai entrar e sair do caixa da organização, fica mais fácil projetar pagamentos e combinar datas com fornecedores. Então, provisionar recebimentos e pagamentos com antecedência é outra dica que deve ser considerada.

        5. Classifique as contas

        Já falamos que é um ponto relevante que toda a empresa guie o seu fluxo de caixa por meio de um bom planejamento. Para simplificar essa tarefa, é possível separar as contas da transportadora em grupos relacionados entre sim. Por exemplo, grupo de “tributos”, contas de “despesas com funcionários”, entre outros fatores que podem ser usados como forma de classificação.

        A finalidade de realizar esse tipo de classificação é simplificar a análise futuro. Então, a partir dela, o gestor financeiro consegue monitorar a evolução mensal de uma conta e decidir de forma mais adequada onde cortar gastos e em quais setores é preciso investir mais para alcançar melhores resultados.

        6. Crie uma rotina de cuidados

        Um outro aspecto é criar uma rotina com todas as atividades que se encontram envolvidas no financeiro da transportadora, assim, é possível se organizar melhor e não deixar nenhuma tarefa importante para trás. Nesse caso, você precisa:

        • cuidar dos recebimentos e das cobranças que precisam ser realizadas;
        • avaliar os investimentos da empresa;
        • cuidar das atividades fiscais do negócio;
        • gerenciar as contas que precisam ser pagas e as contas a receber;
        • controlar o flux de caixa;
        • elaborar o planejamento financeiro da transportadora;
        • evitar desperdícios, entre outros.

        Ao tomar esse cuidado, é possível fazer com que os demais setores da empresa também se mantenham em ordem.

        7. Conte com a tecnologia

        Com o avanço da tecnologia diversas ferramentas podem ser encontradas para auxiliar no controle financeiro da transportadora, otimizar as tarefas do dia a dia, além de possibilitar uma administração mais efetiva dos recursos.

        Um erro que muitos gestores cometem é de entender que o gasto com essas soluções se trata de uma despesa para o negócio. Afinal, investir em tendências representa um ótimo investimento, tendo em vista que viabiliza o processamento de um alto volume de dados, o que proporciona organização do fluxo de taxa, redução de tempo para realizar certas atividades, controle de estoque, acompanhamento dos valores do negócio, entre outros benefícios.

        Outra questão é que muitas dessas ferramentas apresentam valores acessíveis. Por este motivo, não há dúvidas da importância de contar com a tecnologia na gestão financeira da transportadora.

        Conseguiu entender a necessidade de realizar um bom controle financeiro em sua transportadora? Mas, para usufruir dos benefícios que esse cuidado propicia, é preciso contar com planejamento bem elaborado e eficaz, que permite que o negócio estruture suas ações internas a curto, médio e longo prazo, além de disponibilizar todo o auxílio adequada para tomadas de decisões mais acertadas.

        Sendo assim, é necessário estabelecer quais objetivos e metas o negócio pretende alcançar, bem como os indicadores ideais para apresentar dados e possibilitar a identificação do caminho certo a seguir e quais pontos precisam ser aprimorados. Com isso, fica mais fácil atingir resultados mais competitivos.

        Este artigo foi interessante para você? Então, aproveite a sua visita em nosso blog para saber como usar a tecnologia para otimizar os processos financeiros do seu negócio!

        Por:
        eSales
        do autor

        Comentários sobre este post