Por que utilizar um sistema ERP para operações financeiras?

Por que utilizar ERP para operações financeiras

Médias e grandes empresas lidam com diversos processos e muitos valores, o que gera uma carga de informações e tarefas muito grandes para as equipes de gestão. As planilhas não atendem esses profissionais da forma que precisam, além de não fornecerem ferramentas cruciais para otimização de processos e garantia de exatidão nos dados.

Por isso, o que um profissional decisor necessita é de um sistema ERP (sigla de Enterprise Resource Planning — Planejamento de Recursos de Empreendimento, em português). Essa solução auxilia tanto o trabalho do gestor quanto o funcionamento gerencial e operacional do negócio todo.

Entenda mais sobre a ferramenta e seus recursos e veja por que sua empresa deve tirar proveito desse software.

Sistema ERP e seus benefícios gerais

Em resumo, a solução é desenvolvida para gestão empresarial. Ela integra e sincroniza informações, processos e execução de tarefas de todos os setores da organização — operacionais ou não — na qual é implantada.

Então, a consulta e o fornecimento de dados concentram-se em apenas um canal, o que agiliza a comunicação, o desenvolvimento do trabalho de todos os funcionários e o relacionamento de informações, seja dentro de departamentos ou entre eles. Além disso, as influências entre números são atualizadas automaticamente, o que protege a empresa de erros perigosos.

Junto às possibilidades que envolvem apenas a organização e seus fatores internos, é possível fazer integração e sincronização de dados do sistema ERP com elementos dependentes de agentes externos também. Por exemplo, é possível gerenciar contas bancárias e emitir notas fiscais pelo software.

Agora vamos abordar recursos importantes que beneficiam especialmente o departamento financeiro.

Classificação de receitas e despesas

Ter as receitas e despesas classificadas é fundamental para um controle financeiro bem planejado, que forneça relatórios gerenciais úteis. Quando necessário, é preciso que os pareceres mostrem rápida e facilmente todos os itens existentes e o impacto de cada um nas finanças empresariais.

Porém, além disso, o controle financeiro precisa estar condizente com a contabilidade — porque ela registra todos os fatos que envolvem valores. Esse alinhamento de movimentação fica por conta da sincronização e da integração existentes na ferramenta.

Planejamento de fluxo de caixa

Tão importante quanto o fluxo de caixa atualizado e completo é seu planejamento, para que qualquer necessidade financeira ou possibilidade de investimento seja adiantada.

Para isso, basta ter os lançamentos de obrigações e recebíveis provisionados no sistema ERP junto a suas datas futuras.

Análise de Break Even

Essa avaliação da empresa tem a finalidade de calcular o ponto de equilíbrio do negócio — utilizando valores de produtos ou serviços e todas as suas despesas. O resultado indica quanto a empresa deve vender para que cubra todos os gastos e tenha lucro zero. Então, a partir daí, tudo o que for faturado passa a ser lucro líquido.

A análise é extremamente importante em algumas situações, como:

  • Avaliação periódica da sustentabilidade das operações para as finanças;
  • Estudo de viabilidade de novo produto ou serviço;
  • Projeção de metas e de crescimento.

Então, com um sistema ERP, é muito mais fácil mapear dados como despesas fixas e variáveis , preços praticados, lucro líquido por venda e margem de contribuição. Além do fato de todas essas informações poderem ser cruzadas no próprio software.

A ferramenta é essencial para a gestão empresarial em nível de trabalho diário e funcionamento. Mas também oferece resultados reais à empresa nas aplicações gerenciais — e não apenas para as questões financeiras.

Quer acompanhar nossas atualizações sobre gerenciamento de empresas e soluções? Siga-nos nas redes sociais, aproveite o conteúdo e participe. Estamos no Facebook e no Linkedin.