Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound, Supply Chain

      Dicas Essenciais para Ter mais Eficiência na Cadeia de Valor

      6 anos atrás - por:

      dicas-essenciais-para-ter-mais-eficiencia-na-cadeia-de-valor_esales_entregou_640x

      A cadeia de valor é uma estratégia de gestão voltada para a ampliação da representatividade da empresa. É importante não confundir valor com preço, pois preço baixo atrai compradores esporádicos, mas oferecer produtos e serviços com valor agregado conquista fãs.

      O planejamento da cadeia de valor inicia-se com a aquisição de matéria-prima e nunca termina. Isso porque o objetivo é oferecer o melhor produto acompanhado do melhor suporte, de modo a gerar valor junto ao cliente.

      Separamos algumas dicas essenciais para você desenvolver essa tática na sua empresa para colher bons resultados. Continue lendo.

      O que é cadeia de valor?

      Esse é um conceito desenvolvido por Porter e sua fórmula consiste na otimização dos processos por meio da sua divisão em etapas e também sub-etapas.

      A partir dessa separação é possível medir o desempenho individual de cada fase e estabelecer metas que viabilizem a melhoria do seu desempenho. Também torna o processo mais simples e gerenciável ao mapear atividades mais específicas.

      Seu objetivo principal é permitir criar uma imagem positiva e valorizada por seus clientes.

      Quais atividade podem ser divididas?

      De acordo com Porter, as atividades da cadeia de valor devem ser divididas em dois blocos:

      • Atividades primárias: logística interna, operações, logística externa, marketing e vendas;
      • Atividades de apoio: aquisição, desenvolvimento de tecnologia, gerência de recursos humanos e infraestrutura.

      Em cada uma dessas atividades há um objetivo específico para a cadeia de produção da empresa. O que se propõe é que, além da realização delas dentro dos padrões do mercado, sejam criadas ações e métodos na sua execução que tenham reconhecido valor agregado para o cliente.

      Como realizar o controle de métricas?

      Primeiro é preciso identificar quais intervenções irá realizar na sua cadeia de valor e, posteriormente, estabelecer como irá fazer a avaliação de performance.

      Exemplo: a preservação do meio ambiente é um debate bastante atual e as pessoas tem uma inclinação a ser mais simpáticas com produtos que tenham origem limpa. Adquirir matéria-prima de fornecedores que pratiquem essa política torna a sua empresa uma amiga do meio ambiente. Esse conceito pode ser amplamente difundido em ações de marketing, inclusive na embalagem dos produtos.

      Após definir quais atividades irão causar melhor impacto junto ao cliente, você irá determinar métricas percentuais, quantitativas e qualitativas. Para tanto, é indispensável a utilização de softwares de gestão. Com o uso de um programa específico você tem acesso a dados organizados, facilmente monitoráveis, que ajudarão a dar continuidade à sua estratégia.

      Quais os benefícios de se desenvolver uma cadeia de valor?

      Quando se estabelecem metas benéficas aos clientes, sua empresa passa a ser reconhecida no mercado pelos valores oferecidos. Empresas com esses diferenciais conseguem atingir públicos específicos com maior eficácia.

      Clientes conscientes que buscam valor em vez de somente preço são excelentes representantes. Como procuram itens com diferenciais de qualidade, sempre que encontram fazem questão de mostrar a seus familiares e amigos, o que representa um marketing excelente.

      Além do mais, empresas que oferecem valor aos seus clientes não precisam se prender muito aos preços praticados por sua concorrência, pois oferecer produtos únicos, com qualidade diferenciada, que nenhuma outra empresa oferece, permite que cobre mais caro sem perder a fidelidade dos seus clientes.

      Agora que você já sabe o que é uma cadeia de valor, que tal aprender ainda mais? Assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão.

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post