Institucional

logística elástica

Já ouviu falar em logística elástica? Saiba como implementar

09/12/2022

Os processos logísticos envolvem uma série de desafios ligados ao armazenamento, transporte, capacidade de atendimento às demandas, entre outros. Sendo assim, é importante contar com medidas capazes de fazer com que a empresa consiga superar essas barreiras. Entre elas, está a logística elástica.

Isso porque, se trata de um modelo de gestão da logística que tem como base a busca pelo atendimento exato do que o mercado solicita, por meios da escalabilidade das operações e recursos e, assim, se adequar à sazonalidade. Ou seja, seu objetivo é ajustar a produção e, com isso, impedir a falta ou excesso de produtos no estoque, evitar desperdícios, gerar economia, entre outros benefícios. Quer entender melhor como funciona a logística elástica? Então, continue a sua leitura!

Em quais processos a logística elástica pode ser aplicada?

A logística elástica pode ser aplicada nos mais variados processos logísticos. Veja alguns deles!

Entregas

Nesse caso, as entregas requerem mais elasticidade pelo simples fato de que não é possível padronizar a forma como os produtos chegam a todos os destinatários finais.

Mix de produtos

Ofertar um número maior de opções para os clientes é uma forma inteligente de superar a concorrência. Por exemplo, a personalização de funcionalidades de um determinado produto pode ser uma boa ideia.

Armazenagem

É importante acompanhar os pedidos e entregas realizados e, assim, evirar erros como falta de itens ou excessos. Além disso, a eficácia e a agilidade são conceitos que devem ser implementados nos armazéns por meio de uma comunicação efetiva entre as equipes de compras e transportes.

Transportes

É preciso definir um ritmo de movimentação de produtos que supere as dificuldades de mobilidade em todos os modais que a empresa atua e, ao mesmo tempo, assegurar a rapidez nas entregas.

Quais são as vantagens da logística elástica?

Por meio da aplicação de uma logística elástica eficiente, é possível conquistar uma série de benefícios. A seguir, confira os principais!

Controle e eficiência nas operações

A logística elástica possibilita a gestão de todas as entradas e saídas de produtos por meio de uma ferramenta, o que eleva de forma direta a produtividade do negócio, levando em conta que não é necessário administrar diversos sistemas.

Isso torna mais simples o controle de custos e operações de entrega, além de melhorar os processos de rastreamento, facilitando o monitoramento de todos os embarques. Outro ponto relevante é a rapidez no planejamento do armazém para fretes recebidos e permite respostas ágeis aos pedidos de status do pedido.

Automação dos processos

Entre os principais benefícios desse método está a automação, que se torna uma solução eficaz para que a empresa consiga ser mais flexível. Contar com a tecnologia vai permitir a redução de falhas humanas e que o negócio consiga se adaptar às mudanças e novas demandas do mercado.

Logística de terceiros

A parceria de terceiros é outra vantagem, o que minimiza os riscos de investir melhor nas operações internas. As organizações têm a possibilidade de alugar armazéns extras em lugares perto ou mais distantes e, com isso, se adequar às flutuações de demanda de curto prazo.

Também, a utilização de frotas externas é uma forma efetiva de ficar à frente de uma elevação ou queda inesperada na demanda por parte dos clientes. Dessa forma, a logística elástica propicia uma capacidade mais robustas de dimensionamento.

Melhora na experiência do cliente

Todos os benefícios mencionados acima aumenta a capacidade de solucionar de forma rápida os problemas identificados, independentemente de como a carga está sendo transportada. Desse jeito, resulta em uma experiência mais satisfatória por parte dos consumidores, o que leva a uma elevação na captação e fidelização dos clientes.

Como implementar a logística elástica?

Para aplicar a logística elástica no negócio e usufruir de todas as vantagens que esse processo pode proporcionar, como os mencionados acima, é necessário empregar algumas medidas.

Contar com soluções tecnológicas

Contar com ferramentas, por exemplo, Big Data, softwares de gestão logística, entre outros, é uma forma de aumentar a produtividade e simplificar a coleta de dados precisos e que vão contribuir efetivamente para tomadas de decisões mais acertadas.

Quando falamos sobre armazéns, essa é uma parte essencial da automação, tendo em vista que essa prática vai ser capaz de elevar a flexibilidade logística e assegurar a sua escalabilidade.

Além disso, com o uso desses mecanismos a empresa pode prever os níveis adequados de estoque em cada local, bem como proporcionar ao gestor de logísticas todas as informações suficientes para elaborar uma plano de ação que realmente possa contribuir para o alcance dos resultados pretendidos.

Preparar o estoque

Outra medida é tornar o estoque flexível, com o intuito de fazer com que ele seja preparado para qualquer tipo de imprevisto. Nesse caso, pode ser usado um sistema de armazenagem com capacidade para os picos de demanda. A utilização de prateleiras de carga pesada, também podem colaborar nesse processo.

Utilizar o just in time para diminuir o inventário

Conhecido, também, como justo a tempo, se trata de um método de logística que possibilita a minimização do estoque e seus custos ao mínimo, por meio da obtenção de somente os itens necessários para o atendimento da demanda. Esse processo engloba uma grande engrenagem entre todas as operações e setores que fazem parte da cadeia de suprimentos.

Terceirizar os processos logísticos

Uma maneira interessante de tornar a logística mais elástica é tornando-a externa. Sendo assim, contar com uma empresa terceirizada e especializada no assunto é uma boa ideia. Isso porque, o negócio vai poder contar com uma equipe de profissionais com uma melhor entendimento a respeito do inventário, o que vai facilitar a flexibilidade nos processos envolvidos, e em conjunto dom departamentos comerciais, simplificando a análise e previsão de demandas e cenários futuros.

Conseguiu entender o que é logística elástica, sua importância e benefícios? Então, uma boa ideia é contar com as dicas apresentadas para realizar a sua implementação e, com isso, otimizar as operações, melhorar a qualidade dos serviços prestados e tornar o negócio mais competitivo.

Gostou deste artigo? Então, aproveite a visita para curtir a nossa página no Facebook!

Relacionados

Logística Inbound

eSales lança solução para Logística Reversa

Logística Inbound

Por que falamos tanto em Torre de Controle Logístico?

Logística Inbound

Conferência de Fretes: como reduzir custos e alavancar resultados

Logística Inbound

O que é cadeia logística e o que não pode faltar na sua gestão financeira?

Logística Inbound

Já ouviu falar em logística elástica? Saiba como implementar

Logística Inbound

Fluxo logístico: quais os benefícios de um gerenciamento eficiente?

Logística Inbound

ICMS sobre o frete: entenda o que é e como calcular

Financeiro

8 passos para aumentar a rentabilidade financeira de uma transportadora

Logística Inbound

O que considerar para escolher um bom sistema de armazenamento

Logística Inbound

4 principais vantagens de contar com um ERP integrado

Open chat
Olá! Tudo bem? Que tal ter uma demonstração das nossas soluções?