Entenda como o TMS diminui falhas no processo de entrega de produtos

Entenda como o TMS diminuí falhas no processo de entrega de produtos

Cuidar do setor de transportes da empresa é uma tarefa que exige integração de diversos fatores, de modo que seja possível controlar questões como custos, eficiência e, principalmente, o nível de qualidade. Falhas no processo de entrega de produtos podem levar a prejuízos financeiros, perdas na confiança da empresa e até mesmo à logística reversa. O uso adequado do TMS, por sua vez, é responsável por diminuir falhas nesse processo. Confira a seguir como isso acontece.

Permite o cadastro de veículos

Uma vantagem do TMS é que ele permite o cadastro de veículos de modo a aumentar a visibilidade da logística do negócio de maneira geral. Graças a esse cadastro a gestão pode conhecer quais são os veículos disponíveis para uma determinada entrega de modo a planejar melhor o uso adequado.

Isso evita a designação de determinado veículo incompatível com uma entrega em questão, o que gera falha no processo de entrega de produtos. Graças a esse planejamento, é possível favorecer o cumprimento de prazos e de nível de serviço.

Favorece o planejamento de rotas

Outra questão importante trazida pelo TMS é que ele favorece o planejamento de rotas. Isso significa que a gestão pode escolher não apenas o caminho mais econômico, mas também o caminho que oferece menos riscos para a carga ou que tem menos chances de levar a um atraso de entrega, por exemplo.

Além de aumentar o controle sobre o transporte – já que a gestão sabe exatamente qual caminho um veículo está seguindo -, isso também diminui as chances de um motorista pegar uma rota que leve à falha de entrega.

Ajuda na gestão de documentações

A documentação de cada veículo é uma tarefa importante para garantir a qualidade do processo de entrega. Sem a documentação adequada e totalmente regularizada, um veículo pode ser interceptado e levar a um atraso geral na entrega e à perda do nível de serviço.

O TMS ajuda nesse sentido porque permite que haja uma gestão de documentações. Dessa forma, é mais fácil identificar quando um veículo não está apto para a saída, por exemplo. Com a regularização adequada, menores são as chances de falha de transporte.

Colabora para o planejamento de manutenções

Outro ponto que pode atrapalhar o processo de entrega de produtos é quando um veículo apresenta algum defeito. Se essa situação acontece antes da saída do item, há um problema de disponibilidade de veículos. Se acontece durante o trajeto, há riscos para o serviço prestado e até mesmo para a carga.

Com o TMS, por outro lado, é possível planejar a ocorrência de manutenções de modo que os veículos tenham seu uso otimizado e de forma que também sejam mais seguros.

Permite o acompanhamento de custos

Não menos importante, o TMS é útil para realizar um acompanhamento de custos. Como o transporte corresponde a uma das maiores despesas logísticas de um empreendimento, ao fazer esse acompanhamento de maneira dinâmica a gestão consegue otimizar esse uso de recursos e reduzir custos. Com isso, é possível realizar investimentos cada vez mais assertivos para a melhora no processo de entrega de produtos, reduzindo as falhas em níveis destacáveis.

Por facilitar a estão de transportes como um todo, o TMS é uma ferramenta relevante para diminuir falhas no processo de entrega de produtos. Não apenas o nível de serviço e de qualidade ficam mais elevados como também existe uma redução nos custos em geral, tornando a logística do empreendimento mais rentável.

Gostou do post? Siga a gente nas redes sociais e veja mais conteúdos informativos como esse!