Logística

Métodos de rastreabilidade para melhorar os processos de sua empresa

Métodos de Rastreabilidade

Ao longo das atividades de gestão, são desenvolvidas diferentes tarefas que poderiam ser melhoradas por meio de métodos de rastreabilidade, mas muitas vezes os executivos não estão atentos a isso.

Para entender melhor a ideia, é possível fazer uma analogia com uma compra de algum produto pela internet, por exemplo. Assim que o pagamento foi confirmado na loja, você já recebe um e-mail informando ou pode verificar pelo sistema onde o material está. Cada passo do seu produto (saindo do estoque, despachado nos correios, aguardando coleta da transportadora, na central de distribuição dos correios, produto entregue) pode ser acompanhado através de métodos de rastreabilidade.

Agora imagine essa possibilidade em escala industrial. Ao invés de acompanhar o percurso de um objeto simples, você consegue verificar a localização de máquinas, produtos e outros itens que precisam ser permanentemente acompanhados para otimizar seus processos, planejar manutenção, evitar gastos desnecessários e maximizar lucros.

De forma objetiva, a rastreabilidade é uma ferramenta que permite acompanhar cada etapa da cadeia de processos da produção no ambiente industrial por meio do uso de tecnologias e softwares. Com a ajuda da metodologia de rastreabilidade, é possível, por exemplo, documentar o histórico de produção de todas os itens fabricados e de todos os materiais e meios de produção empregados – com informação precisa sobre tempo, lugar e sequência.

Como usar a metodologia de rastreabilidade?

Existem alguns mecanismos que permitem a rastreabilidade de produtos e equipamentos em ambiente industrial:

Manufatura automatizada

Algumas indústrias têm optado pelo método de rastreabilidade conhecido como manufatura automatizada. Por meio de etiquetas do tipo RFID (Radio-Frequency Identification), os produtos são rastreados de modo que sejam enviados dados a cada próxima etapa que o produto entra. A principal diferença entre este método e outras metodologias como códigos de barras e faixas magnéticas – que são simples dispositivos de leitura  – é que esse método possui memória própria e pode interagir com o dispositivo leitor, enviando informações que contribuem para identificação e documentação de ativos.

Kanban eletrônico

O Kanban é uma metodologia elaborada para administrar o fluxo de produção industrial com a ajuda de cartões de sinalização que indicavam a entrega ou requisição de um material em determinado setor de uma fábrica. Essa forma de controle interna foi aperfeiçoada e esse padrão foi automatizado. Agora ele é reconhecido como E-Kanban ou Kanban eletrônico. Outro ponto positivo desse sistema é que ele possibilita fazer solicitação de materiais de forma a equilibrar o inventário. Evitando a escassez da cadeia de suprimentos, assim como o excesso de material sem necessidade.

Gerenciamento de ativos

Outra forma de usar a metodologia de rastreabilidade no seu negócio é apostando no gerenciamento de ativos da empresa. Maquinários, ferramentas, meios de transporte e outros componentes que contribuem para o processo de logística podem e devem ser rastreados. Para que isso aconteça, é necessário controlar a vida útil desses ativos por meio da avaliação de mudanças no estado, depreciações e outros aspectos. Mas esse processo requer uma adaptação de acordo com as necessidades de cada negócio.

Manufatura automatizada, Kanban eletrônico ou gerenciamento de ativos: qual metodologia de rastreamento se adequa à realidade da sua empresa?

Se esse conteúdo foi útil para você, assine a nossa newsletter e receba materiais similares.