Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Outbound

      Carga fracionada ou carga completa? Saiba como escolher

      5 anos atrás - por:

      Cada vez que um pedido de suprimentos é planejado, o responsável também precisa pensar na melhor forma de fazê-lo chegar à empresa. Para isso, ele deve levar em conta vários critérios, além dos próprios custos de transporte. Nisso, pode surgir a resposta para escolha que deve ser feita entre carga fracionada ou completa.

      Porém, se o responsável não sabe exatamente como diferenciar os tipos e não conhece as vantagens e desvantagens de cada uma, pode acabar com a opção menos adequada. Ou, ainda pior, contratar o serviço da forma que a transportadora apresentar como possível, sem que haja avaliação do que é melhor ou necessário para a cadeia de suprimentos e processos.

      Agora, vamos mostrar o que são essas duas cargas, suas diferenças e em quais situações uma ou outra é mais adequada. Acompanhe!

      O que é a carga completa?

      Esse tipo de transporte ocorre quando a carga de determinada compra da empresa ocupa todo o espaço disponível no veículo do modal contratado.

      Por exemplo, é o que ocorre se o responsável pelo supply chain de uma indústria comprar um lote de suprimentos para produção e ocupar todo um caminhão bitrem, exclusivamente para sua entrega. É a utilização da carga completa do meio utilizado.

      O que é a carga fracionada?

      De modo contrário, a fragmentação da carga é como se chama a divisão do espaço no modal com outros lotes.

      Quando uma carga não tem peso e tamanho suficientes para lotar o espaço de um veículo, seja em qual modal for, a capacidade é dividida. Assim, ele utiliza uma fração dela, compartilhando-a com as demais empresas destinatárias.

      Qual forma de transporte é a mais indicada?

      Não existe um tipo que é o melhor sempre, para todas as situações. Em cada caso, uma forma de transportar será mais adequada.

      Para o recebimento de lotes pequenos, a carga fracionada é vantajosa, pois o custo de todo o espaço de um modal, por menor que seja, se torna muito alto — e um desperdício — se não é integralmente aproveitado.

      Porém, se a empresa tem urgência no recebimento, pagar o transporte em carga completa pode ser a solução e também a forma de evitar transtornos maiores e que saiam mais caros. Ter a exclusividade do transporte assegura uma entrega mais rápida, já que a única rota do modal é a empresa destinatária de toda a carga.

      A carga completa é uma boa escolha também quando o volume a ser recebido tem potencial para ocupar todo um veículo rodoviário, por exemplo.

      Nessa hipótese, em vez de utilizar uma fração de um caminhão de maior porte, a organização utiliza um veículo menor na totalidade. Como resultado, ainda que a despesa se torne um pouco maior, ocorre o privilégio na entrega e as chances de extravio de itens, por manipulação de volumes e paradas, são reduzidas.

      Agora que você já conhece as diferenças entre carga fracionada ou completa, compartilhe este artigo com seus contatos nas redes sociais. Certamente, outras pessoas têm incertezas quanto a esses aspectos da logística. Portanto, leve este artigo adiante e compartilhe conhecimento!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post