Institucional

flexible fulfillment

O que é flexible fulfillment? Saiba quais seus benefícios

08/29/2022

É fundamental que as empresas consigam fazer uma boa previsão de vendas e, assim, manter suas operações e estoques preparados para a demanda dos clientes, garantir a satisfação, proporcionar uma boa experiência de compra e fidelizá-los. Para isso, é importante contar com o flexible fulfillment, que se trata de um processo de pedidos no qual se busca a implementação de uma logística maleável, com foco na entrega das solicitações dos consumidores em qualquer situação.

Quer entender melhor como funciona esse processo e suas principais vantagens para a logística e a empresa em geral?

Então, continue a leitura!

O que é flexible fulfillment?

Na logística, se trata de um conceito aplicado para se referir ao atendimento do pedido do cliente. Assim, é o conjunto de atividades e operações executadas desde o recebimento do pedido até a hora da entrega da mercadoria ao consumidor final, com foco no alcance do índice mais elevado de satisfação possível.

Com isso, deve ser vista como uma estratégia logística que buscar adequar o processamento de pedidos a uma demanda complexa, para que consigam ser expedidos a partir de qualquer loja, centro de distribuição, armazéns, entre outros. Nesse caso, a principal finalidade é entregar ao cliente o seu pedido, independentemente de qualquer coisa.

Assim, está diretamente associada com todas as tarefas logísticas e da cadeia de suprimentos, e pode ser fundamental para o processo de fidelização do público. Considerando que o fornecimento de um serviço eficaz e de qualidade é um grande diferencial competitivo atualmente.

Como conseguir um processamento de pedidos flexível?

O flexible fulfillment envolve todos os processos necessários para atender às necessidades dos consumidores e requer um trabalho integrado nos mais variados setores. Assim, garantir a excelência dos processos prestados, como:

  • logística (em toda etapa de entrega das mercadorias);
  • tecnologia (na criação e na implementação de soluções inovadoras para otimizar as operações);
  • atendimento (para assegurar um relacionamento sólido com os clientes);
  • marketing (no planejamento estratégico das medidas para captar consumidores).

A seguir, entenda melhor quais são as etapas que envolvem esse tipo de operação!

Recebimento

O cliente faz a remessa de seus produtos — que pode ser de origem da fabricação própria, atacado, indústrias, varejo e demais tipos de fornecedores — junto a documentos fiscais até os armazéns logísticos responsáveis pelo serviço fulfillment (próprios ou terceirizados). Após recebido o item no armazém, é feita a conferência física das mercadorias, sempre usando como base a nota fiscal de remessa.

Armazenamento

Assim que o produto chega ao armazém logístico, ocorre a atividade de ordenação e alocação do item na estrutura física, normalmente estantes ou pallets, devidamente identificados em um sistema de gestão específico para esse fim.

Processamento do pedido

Após o armazenamento e a identificação da mercadoria do cliente, este poderá receber os pedidos dos seus canais de vendas, da mesma forma que acontece por meio de e-commerce. Além disso, a origem do pedido também pode ser um canal de vendas offline, como loja física ou representantes comerciais, entre outros.

Separação

Essa etapa também é conhecida como picking, que engloba a separação da mercadoria que foi comprada pelo consumidor final. Nessa situação, a separação pode acontecer por itens avulsos, kit, pallets etc.

Empacotamento

Também chamada de packing, é a fase que envolve o empacotamento das mercadorias. Bem como a realização das devidas conferências, conforme a entrada do pedido, etiquetagem e embalagem final, para que ocorra o despacho e o rastreio do transporte.

Envio

Depois do pedido ser processado, separado e empacotado, é feita a emissão do romaneio de carga e a coleta do pedido para a entrega até o destino é aguardada. É importante deixar claro que o envio não é feito exclusivamente pela transportadora do armazém logístico, ou seja, pode ser feito por outras transportadoras, integradas ao processo de fulfillment.

Para o funcionamento eficiente de todas as operações, também é preciso contar com uma equipe motivada e dedicada a cada departamento. Se mantendo sempre atualizada às constantes mudanças em relação às mercadorias e os serviços de preferência dos clientes, e reagindo de forma flexível e adequada às novas tendências.

Outro ponto relevante é que a tecnologia deve ser vista como uma grande aliada nessa estratégia, tendo em vista que o uso de boas ferramentas permite uma maior integração das atividades que estão inseridas em toda a cadeia produtiva.

Quais são seus principais benefícios?

Aplicar uma prática que alcance uma maior flexibilidade no processamento de pedidos e na cadeia de suprimentos pode proporcionar uma séria de benefícios.

A seguir, veja os principais!

Fidelização dos clientes

Os consumidores comprarão as mercadorias da empresa, fortalecendo o negócio perante a concorrência. Além disso, quando os clientes ficam satisfeitos, eles se tornam uma espécie de embaixadores da marca, além de indicar os serviços prestados para outros potenciais clientes.

Aumento das vendas

Ao centralizar o estoque para satisfazer a demanda, os clientes poderão comprar um item mesmo que ele não esteja disponível no armazém que, em um primeiro momento, deveria ser responsável por sua distribuição.

Flexibilidade e escalabilidade logística

A logística da companhia se manterá preparada para atingir os propósitos de expansão de uma maneira mais rápida, conseguindo desfrutar a todo momento de uma cadeia de suprimentos competitiva, que se adapta às alterações e às novas demandas do mercado, que se encontra em transformação frequente.

Melhora na capacidade de armazenamento

Nesse caso, os centros de distribuição atuam de forma conjunta e com uma mesma finalidade. Por esse motivo, a logística da empresa se torna mais eficaz e capacitada para atender com eficiência ao aumento repentino da demanda. Assim, caso algum armazém passe por dificuldade, outro vai oferecer o apoio necessário.

Conseguiu entender a importância do flexible fulfillment? Por meio dos benefícios proporcionados por esse conjunto de ações, é possível tornar a logística e a cadeia de suprimentos da empresa preparada para atender a todas as demandas, proporcionando uma experiência agradável aos clientes e alcançando um diferencial competitivo.

Achou este artigo interessante? Então, aproveite para compartilhar nas redes sociais e ajudar seus contatos a entenderem melhor o assunto!

Relacionados

Logística Inbound

Quais os principais desafios da Logística no Agronegócio?

Logística Outbound

Gestão de Ressarcimentos e Devoluções: como garantir eficiência nesse processo?

Logística Outbound

Comece o ano reduzindo custos com a cotação de frete

Logística Outbound

Solução da eSales auxilia Martiplast a superar índices de performance logística

Logística Inbound

Conferência de Fretes: como reduzir custos e alavancar resultados

Logística Outbound

Conheça o novo recurso do nosso Tracking: a mensageria por WhatsApp

Logística Outbound

Saiba quais os tipos de regime tributário para transportadora

Logística Outbound

O que é flexible fulfillment? Saiba quais seus benefícios

Logística Outbound

Centro de distribuição logística: como o sistema eSales pode ajudar?

Logística Outbound

Entenda o que é e como fazer o controle de ocorrências de entrega

Open chat
Olá! Tudo bem? Que tal ter uma demonstração das nossas soluções?