Notícias

Como fazer a gestão financeira de empresas SaaS de forma eficiente

Ter uma gestão financeira bem-feita é um grande desafio para qualquer tipo de empresa — tendo em vista que o controle das receitas e despesas, monitoramento do fluxo de caixa e financiamentos, entre outras operações, influenciam diretamente no crescimento do negócio.

Nesse caso, adotar medidas estratégicas é essencial, e uma boa alternativa é a implementação do SaaS.

O SaaS (Software as a Service ou “Software como Serviço”, em português) se trata de uma plataforma web em nuvem utilizada para a gestão empresarial. O cliente paga um valor para ter acesso e todos os custos e responsabilidades são da fornecedora, possibilitando maior praticidade, segurança e flexibilidade, além de diminuir os gastos operacionais.

Confira, neste texto, como utilizar a gestão financeira propiciada por esse recurso de forma eficiente. Vamos lá?

Quais são os erros cometidos na gestão de empresas SaaS?

Existem alguns erros cometidos pelas empresas que podem prejudicar todas as suas atividades financeiras. Por esse motivo, é preciso evitá-los. Conheça os principais a seguir:

Não otimizar os processos

Confiar em tarefas realizadas de forma manual sempre deixa brechas para eventuais erros — sobretudo porque as atividades repetitivas são exaustivas —, e essas falhas podem gerar vários prejuízos para a empresa.

Por isso, avalie como a companhia está executando certas tarefas básicas. Caso tenha observado que muitas estão sendo feitas manualmente, é um sinal que medidas de otimização devem ser adotadas.

Deixar de avaliar as métricas

Em uma empresa que busca crescimento, não avaliar as métricas é definitivamente um ponto negativo. É primordial entender o que cada uma quer dizer e as alterações de cada índice no decorrer do tempo. Elas vão lhe revelar dados importantes, como:

  • margem do negócio;
  • custo de aquisição e manutenção de clientes;
  • ticket médio;
  • prejuízos etc.

Tomar decisões sem ter em mãos essas informações é um risco muito grande, já que a viabilidade do negócio não será analisada com segurança. Você sabe para onde a empresa está indo? Quais são os números aceitáveis no mercado? Só é possível compreender tudo isso quando os índices são consultados.

Não padronizar as vendas

As metas da equipe de vendas devem estar alinhadas ao planejamento estratégico da instituição. Para isso, o setor financeiro pode gerar normas para novas contrações, como cupons de descontos.

Esses cupons podem estabelecer diretrizes como:

  • regra para cada vendedor;
  • parcelamento máximo por plano;
  • desconto máximo por planos, entre outros.

Sem a devida padronização dos processos de negociação, existe um risco grande das métricas não baterem.

Deixar de ajustar contratos

Um negócio de sucesso tem como objetivo manter e fidelizar o cliente pelo maior tempo possível. Contudo, de nada adianta manter um contrato desatualizado e consumido pela inflação.

É muito normal que as empresas tenham receio de realizar reajustes em seus contratos, afinal, nessa hora, surgem muitas dúvidas sobre as melhores práticas, o que deve ser considerado, qual índice utilizar e como lidar com as eventuais reclamações dos clientes.

Para lhe ajudar, veja abaixo algumas dicas:

  • em planos fixos, mantenha o preço por, no mínimo, 1 ano antes de alterar;
  • esteja protegido por um termo de serviço que avise aos clientes sobre os reajustes;
  • seja transparente e informe ao cliente qual será a taxa utilizada para fazer o reajuste;
  • reveja os descontos e bonificações;
  • utilize os índices do mercado.

Em regra, os reajustes são práticas comuns, e o seu cliente já sabe que eles podem acontecer. Então, explanar todas as cláusulas do termo evitará desgastes na negociação. Quando o serviço é bem prestado, o consumidor dará o devido valor.

Como otimizar a gestão financeira da empresa?

Algumas medidas devem ser adotadas para otimizar a gestão financeira da empresa, tornando-a mais eficaz. Confira algumas delas a seguir:

Implemente um planejamento estratégico

Sem um planejamento estratégico, é impossível dar conta de todas as obrigações. Por isso, é importante contar com uma equipe competente e com um plano bem elaborado — que será usado como norte nos processos financeiros.

Por meio dele, você estará por dentro da situação financeira do negócio, com o controle de tudo que acontece e prevenindo possíveis problemas que serão identificados com maior facilidade.

Cuide do fluxo de caixa

Controlar o fluxo de caixa diariamente é fundamental para conhecer o que entra e o que sai. Além disso, a sua projeção demonstra todos os pagamentos e recebimentos esperados em um certo período.

É importante ressaltar que o caixa da companhia não é seu, portanto, retirar dinheiro para quitar contas pessoais é um erro grave, já que isso só dificultará o controle dos resultados no final do mês. Trata-se, então, de uma ação que deve ser extinguida.

Utilize um software de gestão eficiente

Usar planilhas para controlar os gastos da sua empresa não é a maneira mais indicada, já que todos os dados podem ser perdidos caso o computador estrague ou informações sejam apagadas ou alteradas.

Por isso, a melhor alternativa é investir em um sistema de gestão eficaz que, além de ser fácil de usar, oferece a segurança de que os dados estarão protegidos e disponíveis para serem acessados a qualquer hora, lugar e por meio de qualquer dispositivo.

Isso acontece porque tudo fica armazenado na nuvem. Sendo assim, basta estar conectado à internet e acessar o que deseja.

Analise os resultados

Fazer uma análise mensal dos resultados é importante. Então, separe um tempo para realizar essa atividade e veja tudo que aconteceu na sua empresa nesse período. Assim, você consegue ter uma visão ampla para que, no próximo mês, não repita o que deu errado e aprenda com o que gerou êxito.

Para isso, é indicado produzir relatórios e, quando quiser, fazer uma consulta na situação da empresa nos meses passados. Dessa forma, fica mais simples compreender de forma rápida o que se passava naquela época.

Uma gestão financeira eficiente deve ser embasada na utilização de recursos como o SaaS, que oferece qualidade, agilidade e segurança de dados, além de garantir o bom andamento de processos tão importantes para o crescimento sustentável do negócio.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite sua visita, leia agora mesmo o texto “SaaS: por que a automação é fundamental para seu negócio?” e entenda melhor sobre o assunto!