Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Gestão de Vendas e VMI

      Afinal, como lidar com o excesso de estoque da empresa?

      2 anos atrás - por:

      excesso de estoque

      Evitar o excesso de estoque deve ser uma das estratégias de sua gestão, uma vez que vai evitar prejuízos e possibilitar um maior controle sobre as suas compras. Além disso, permite a otimização de todo o processo com os fornecedores, facilita o comando dos produtos, além de controlar o inventário e fornecer relatórios gerenciais mais precisos.

      Por essa razão, é fundamental entender as principais ações que podem ser adotadas para que haja o controle dessa questão. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você conheça as consequências negativas da uma má gestão de estoque, assim como fique por dentro das dicas que podem ser aplicadas em seu negócio. Boa leitura!

      Quais são as consequências do excesso de estoque?

      Inicialmente, vamos entender um pouco mais sobre as consequências do excesso de estoque. Confira!

      Redução do capital de giro

      Com muitos produtos sem saída, consequentemente, você vai se deparar com a redução do capital de giro e a baixa liquidez, item que trata da facilidade de você transformar os produtos em dinheiro, sem que tenha perdas de valor – ou seja, a possibilidade de trazer faturamento para o seu negócio.

      Como foi necessário haver uma saída financeira para quitar aquela mercadoria, existe a necessidade de que ela seja reposta para que a empresa não tenha dificuldades financeiras.

      Caso contrário, há os riscos de o negócio não cumprir com os seus compromissos e precisar recorrer a empréstimos bancários, o que não é nada positivo para o empreendimento, independentemente da área de atuação.

      Perda de produtos e de matéria-prima

      Caso os produtos fiquem parados em um estoque por muito tempo, pode haver danos que impossibilitem o negócio de vendê-lo a seus clientes. Novamente, há os riscos de trazer prejuízos em vez de rentabilidade, o que gera danos para as estratégias do negócio como um todo.

      Com o excesso de riscos, há a possibilidade de:

      • determinados itens perderem a validade;
      • ocorrer avarias em processos de deslocamento;
      • sofrer efeitos de umidade;
      • ocorrer danos em razão das variações de temperatura; entre outros.

      Aumento de custos com a manutenção do estoque

      A manutenção de estoque é outra boa prática de gestão. Entre os passos a serem seguidos pela empresa, destacam-se a análise do consumo nos últimos meses, a elaboração e a avaliação da curva ABC, além da divisão dos produtos em categorias para a facilidade para verificar quais são aqueles itens que precisam de reposição.

      Em empresas com excesso de estoque, todo esse processo será muito mais dificultado, uma vez que vai haver a necessidade de dispor de uma estrutura física bem maior do que a usual, além de alocar um número maior de colaboradores para essa função.

      Como lidar com o excesso de estoque?

      Agora que você já conhece as principais consequências negativas do excesso de estoque, chegou o momento de explicarmos como é possível lidar com esse gargalo. Entenda!

      Faça um bom planejamento de compras

      Inicialmente, deve-se levar em consideração a importância de o negócio contar com um bom planejamento de compras. Para isso, existe a necessidade de fazer monitoramentos constantes dos produtos dispostos em seu negócio, além de realizar previsões de vendas de forma periódica. Caso essas estratégias sejam feitas de modo manual, há os riscos de ocorrer erros na contagem, o que poderia ocasionar tanto excesso quanto falta de estoque.

      Por essa razão, contar com a tecnologia como aliada deve ser a prioridade de um gestor. Assim, vai possibilitar uma comunicação mais efetiva entre o negócio e os seus fornecedores, aumentar a produtividade de sua equipe, além de garantir dados mais eficazes para a tomada de decisão.

      Além disso, não se esqueça de analisar os estoques sazonais. Seja qual for o nicho de atuação, existem itens que são vendidos de forma mais efetiva apenas em determinadas épocas. Se a sua empresa não tiver um relatório sobre vendas passadas, há chances de comprar mais do que de fato vá vender, aumentando os riscos de aqueles itens ficarem parados quando o período passar.

      Realize inventários

      Preocupar-se com inventários é outro ponto que merece atenção por parte de sua empresa. Para que seja feito de forma eficaz, inicialmente, deve-se entender qual é o momento certo para elaborá-lo. Caso escolha um dia com grande movimentação de fluxo de mercadorias, certamente essa dificuldade aumentará, além de trazer riscos de um inventário que tenha falhas em suas informações.

      Além disso, os produtos devem ser categorizados para que o inventário seja mais eficiente. A partir dessa atividade, será fácil para seus colaboradores identificarem qualquer tipo de material, além de elaborarem uma contagem efetiva.

      Não se esqueça de deixar o espaço do estoque muito bem organizado! Afinal, o inventário não se trata apenas de uma contagem dos produtos disponíveis, como também contribui para a organização — impedindo o excesso de estoque. Por fim, não deixe de padronizar a contagem, com o objetivo de facilitar o trabalho de seus profissionais no futuro.

      Tenha controle sobre o seu negócio

      Para evitar excessos no estoque e contribuir para uma empresa que tenha sempre bons resultados, deve-se contar com um bom controle de todo o processo. A automatização é o ponto que permitirá essa questão, uma vez que você vai conseguir, com facilidade, verificar quais são os itens dispostos em sua empresa, além de permitir que os colaboradores foquem em um trabalho mais estratégico em suas operações.

      Preocupe-se, ainda, com o desenho do fluxo de entrada e saída dos produtos, além de manter a gestão sempre alinhada com o que foi definido em seu planejamento. É ideal, também, estabelecer qual será o volume mínimo e máximo para cada produto — e isso só será possível por meio de um entendimento sobre períodos de vendas anteriores.

      Neste conteúdo, você pôde entender as consequências do excesso de estoque, além de verificar dicas para lidar com esse gargalo. Conforme percebemos, os prejuízos para o negócio podem ser grandes. Por essa razão, para que a sua empresa atinja os resultados preestabelecidos, deve preocupar-se para além de boas estratégias de marketing e uma equipe de vendas organizada, pois o controle de estoque é uma peça fundamental nesse processo!

      E para saber mais sobre como a tecnologia pode funcionar como uma importante aliada, continue no blog e saiba mais sobre como implementar um sistema ERP com eficiência!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post