4 dicas de como escolher um sistema ERP adequado

Os sistemas de gestão integrada, ou sistemas ERP, podem ser considerados uma parte crucial do funcionamento de vários empreendimentos. Integrados às mais diversas rotinas, eles facilitam o trabalho de profissionais e integram times.

Justamente por isso, a escolha do software corporativo é de grande importância para o sucesso do empreendimento a médio e longo prazo. Afinal, o sistema ERP deve estar alinhado aos objetivos e ao perfil do empreendimento, permitindo que suas funções integrem-se cada vez mais à cadeia operacional da empresa e, com isso, facilitando a criação de fluxos de trabalho mais ágeis e com menos erros.

Mas como escolher um sistema ERP adequado para sua empresa? É o que mostramos para você no post de hoje. Continue a leitura e descubra os 4 fatores que devem ser considerados!

Como escolher um sistema ERP para a sua empresa

1. Identifique os principais problemas do negócio

O uso do sistema de gestão integrada possui um grande impacto na forma como as atividades de uma empresa são executadas. Portanto, para que o ERP tenha um alto retorno, é importante que o gestor consiga avaliar quais são os principais pontos do empreendimento como um todo que necessitam de melhorias.

Gargalos operacionais, integração entre setores e melhorias no acesso a dados são apenas alguns fatores afetados diretamente por um sistema de gestão integrada. Conhecendo a forma com que cada um deles se relaciona com as atividades da empresa, o gestor estará preparado a identificar a melhor opção de ERP do mercado.

2. Crie um bom Service Level Agreement (SLA)

O Service Level Agreement (SLA), ou Acordo de Nível de Serviço, define todas as obrigações da empresa responsável pelo desenvolvimento do software de gestão. Nesse sentido, a empresa deve criar um acordo que envolva um grande conjunto de indicadores, métricas de desempenho e suporte. Dessa forma, o ERP poderá atender os objetivos de médio e longo prazo do negócio com mais precisão.

3. Consulte opções de suporte ao usuário

O suporte dado ao usuário tem grande importância no sucesso da adoção do sistema de gestão integrada e, além disso, na forma como os usuários lidarão com eventuais erros e problemas de software. Pensando nisso, é fundamental considerar o apoio que a desenvolvedora do ERP dá aos seus clientes. Quando bem feita, essa medida reduz drasticamente o tempo gasto para a resolução de problemas e eliminação de dúvidas.

Para conseguir esses resultados, a empresa deve avaliar a capacidade de suporte do desenvolvedor e como ele pode auxiliar em casos de quedas de software, travamentos e outras falhas. A partir disso, tire o maior proveito possível da solução adotada.

4. Avalie se as funcionalidades estão alinhadas com os objetivos do negócio

Uma boa ferramenta corporativa não é aquela que possui o menor custo de aquisição, mas sim a que se adapta melhor às necessidades do empreendimento. Seu ERP precisa se integrar às rotinas, solucionar problemas em fluxos de trabalho e otimizar serviços. Vale destacar, também, que o software de gestão torna todos os setores mais integrados, ampliando também o compartilhamento de informações entre departamentos.

Diante disso, o responsável pela escolha do software de gestão deve avaliar como a ferramenta irá se integrar aos processos internos do empreendimento. A melhor escolha aumentará o valor agregado dos produtos e serviços do negócio, facilitando atividades, tornando a empresa mais lucrativa e permitindo que ela cresça cada vez mais.

Gostou das nossas dicas sobre como escolher um sistema ERP? Está preparado para colocar a mão na massa e acertar em cheio na decisão? Então, aproveite para compartilhar o post em suas redes sociais para que seus colegas e amigos também saibam escolher um sistema ERP adequado.