6 tendências de logística para você acompanhar!

A tecnologia aliada à logística é uma realidade. Mesmo nas pequenas empresas, todos já se beneficiam de alguma maneira dela. Contudo, o mercado está evoluindo rápido, e acompanhar as constantes tendências de logística é fundamental para o crescimento de qualquer negócio.

Essa área está em evidência. Rapidamente surgem novidades que podem transformar a experiência de compra dos clientes e superar suas expectativas no momento da entrega e no pós-vendas.

Para entender mais a fundo como anda esse segmento, preparamos este post com seis tendências de logística para você acompanhar e refletir sobre a importância de se reinventar constantemente. Continue lendo!

1. Variedade nas opções de entrega

O cliente que compra pela internet foi se sofisticando com a evolução do comércio online. Hoje em dia, ele não deseja apenas receber o produto que comprou no prazo determinado, mas também ter opções de tipos de entrega e prazos reduzidos, mesmo que tenha de pagar um frete mais caro por isso.

Outro método ainda pouco usado é a opção de lockers em locais públicos, como correios por exemplo, para retirada de mercadorias. Essa modalidade também pode ser empregada em comércios que utilizam o conceito de omnichannel, em que o cliente retira o produto comprado online em uma loja física.

Nesses casos, os estoques do online e físico necessitam estar ligados para fazer a gestão com total eficiência.

Uma prática que vem ganhando notoriedade nessa tendência é a de ofertar condições de frete alinhadas a variados perfis de clientes, como frete gratuito com prazo longo de entrega e frete expresso para cliente VIP — podendo ser aliado à pontuação de um sistema de fidelidade, por exemplo.

2. Entrega antecipada

Você já pensou em realizar uma compra, e a mercadoria sair do estoque antes mesmo que você concretize o pedido?

A entrega antecipada é um grande atrativo, pois trabalha efetivamente sobre os três pontos da psicologia do consumidor: prazer, descontos e promoções. A entrega antecipada só vem agregar valor a essas questões.

Pense nos sentimentos que você experimenta ao presenciar que o pacote da compra feita chegou à sua porta. Imagine então quando receber uma encomenda que não estava esperando!

O chamado “anticipatory shipping” ou, em português, entrega antecipada é um sistema de entrega de mercadorias aos consumidores antes mesmo que eles façam a compra. Ele é orientado pelos pedidos anteriores, realizando um histórico de pesquisa e buscando atender o que o cliente necessita em certo momento.

Se bem aplicada, essa estratégia tem o potencial de levar a análise preditiva para outro nível, fazendo com que as empresas mais experientes ampliem a fidelidade com o cliente e consigam novos consumidores.

3. Same day delivery

O Same day delivey (entrega no mesmo dia) é uma tendência generalizada no ecommerce. Marcas muito conhecidas no mundo digital estão se aprimorando e se adaptando para dominar esse processo de entrega.

Essa tendência de logística proporciona a entrega do produto ao consumidor no mesmo dia em que ele comprou, desde que essa compra tenha sido feita até determinado horário. Mesmo sendo mais comum em outros países, algumas empresas no Brasil já praticam esse tipo de entrega, e a tendência deve estar mais firme no decorrer dos próximos anos.

Para ser possível essa agilidade, é fundamental que o negócio tenha uma rede bem eficaz de fornecedores e distribuidores, os quais podem ser próprios ou terceirizados, de preferência próximos uns dos outros. Isso garante a cobertura eficaz de várias áreas.

É essencial que a demanda seja feita por softwares; já a velocidade do processamento de informações, exige precisão calculada com bastante eficácia.

No Brasil, a procura pelo serviço vem crescendo, mas as dificuldades dos grandes centros urbanos impõem desafios ainda maiores na entrega, como por exemplo:

  • trânsito caótico;
  • rodovias inadequadas;
  • zonas de restrição de acesso para veículos de carga;
  • distâncias continentais do nosso país, que se agravam por um serviço aéreo caro;
  • frota inadequada de grande parte das transportadoras;
  • carga tributária excessiva.

4. Showroom físico para produtos digitais

Uma tendência que vem ganhando força é a de montar um ponto de venda físico, mas sem estoque, cuja venda é feita online e entregue na casa do cliente. O objetivo é permitir que o público experimente as mercadorias e possa interagir com elas fisicamente antes de efetuar a compra.

Isso vem ganhando força pois a montagem e a concepção da loja precisa levar em conta o encantamento do cliente. Não é necessário gerir estoque e nem fazer operações financeiras, visto que esse processo é feito inteiramente na loja virtual.

5. Verticalização

Armazéns menores e eficientes não são tendências atuais de logística, mas serão essenciais no futuro. O aproveitamento diminui a necessidade de se ter grandes espaços e facilita o trabalho dos empregados.

Outra vantagem é que galpões verticais possuem a automatização e o uso de empilhadeiras mais precisas. Como consequência, as equipes ficam menores e há melhora nas rotinas de conferência e separação, por exemplo.

6. Internet das coisas

O processo até a concretização definitiva da internet das coisas ainda vai levar tempo, porém já se iniciou. A logística será um dos setores mais afetados, uma vez que a grande quantidade de informações e as facilidades oferecidas por essa tecnologia exigirão agilidade das operações.

Existirá ligação direta entre todos os pontos da cadeia de suprimentos, o que vai desde o fornecimento de matéria-prima necessária até quem consumirá seus produtos. Isso quer dizer que, se houve um aumento considerável no consumo de alguma mercadoria, imediatamente a lógica de fornecimento de matéria-prima para fabricação de mais peças também muda.

Com maior eficiência, os consumidores ficarão mais exigentes, e os prazos de entrega serão cada vez mais apertados. Para que isso seja possível, no chão de fábrica tudo estará conectado: paletes, máquinas, caminhões e pessoas.

Estar em consonância com as tendências de logística não significa que você seja obrigado a trocar todo o maquinário do seu empreendimento. É necessário realizar investimentos, claro. Permanecer do mesmo jeito é dar chances para ser superado pela concorrência, especialmente em momentos de grandes mudanças.

A dica é fazer tudo com muito cuidado. Analise a realidade do seu negócio e do mercado. Somente dessa maneira, você saberá quando realizar cada investimento sem que isso possa comprometer o orçamento da sua empresa.

E aí, gostou do nosso post sobre as seis tendências de logística para você acompanhar? Para continuar sempre por dentro das novidades e crescer cada vez mais com sua empresa, siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook , Linkedin) para acompanhar todo o nosso conteúdo!