Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound

      Saiba como aplicar ESG na logística para usufruir dos seus benefícios

      7 meses atrás - por:

      como aplicar esg na logística

      Embora seja um tema já recorrente há bastante tempo, a sustentabilidade está cada vez mais requerida nas empresas, destacando o setor logístico. Trata-se de uma tendência oriunda não só dos consumidores, mas também de investidores e autoridades governamentais.

      Neste texto explicaremos como aplicar o ESG na logística, de modo a assegurar não só a sustentabilidade, mas também o bem-estar dos colaboradores e o compliance empresarial. Continue a leitura do nosso artigo até o final para entender o conceito e a ideia por trás do ESG!

      O que é ESG?

      A sigla ESG significa Environmental, Social and Governance, ou Meio Ambiente, Sociedade e Governança. Consiste em um conjunto de boas práticas a serem seguidas pelas empresas, de modo a estar em conformidade com três aspectos principais, que são:

      1. Meio ambiente: trata-se de aspectos relacionados, por exemplo, com economia de água, eficiência energética e redução da emissão de carbono na atmosfera;
      2. Social: aqui se enquadram aspectos como legislação trabalhista, segurança do trabalho e diversidade no ambiente empresarial;
      3. Governança: diz respeito à ética e transparência do trabalho, de modo a evitar casos de corrupção na empresa.

      Com base nestes três pontos, conclui-se que o ESG tem relação direta com a otimização da gestão e a confiança do cliente. Em outras palavras, nos dias de hoje a tendência é haver uma priorização maior da responsabilidade ambiental do negócio, em comparação com os produtos e serviços ofertados.

      Quais os benefícios do ESG para a logística?

      Uma cadeia de suprimentos mais sustentável é de grande importância ao negócio. Isso porque, além de transmitir responsabilidade social e ambiental aos clientes, tal atitude também denota uma empresa competitiva, com potencial de crescimento das operações de forma escalável e sustentável. Outros benefícios importantes de incorporar as práticas ESG são:

      • maior transparência, facilitando, por exemplo, que investidores façam aportes futuros para a empresa;
      • atendimento às relações pessoais, o que significa prezar pela satisfação e bem-estar dos clientes e colaboradores;
      • redução de custos, em boa parte impulsionada pela economia de recursos escassos, como água e energia elétrica.

      Como aplicar ESG na logística?

      Implementar o ESG no setor logístico requer mapear e documentar atividades e processos. Uma das primeiras discussões a serem feitas pode ser relacionada, por exemplo, em como a empresa fará para economizar água, energia elétrica e impressão de documentos em papel.

      Outro ponto que merece atenção diz respeito à logística reversa. Quando o cliente devolve uma mercadoria, é preciso adotar práticas que assegurem o seu descarte de forma segura e sustentável. Em relação aos colaboradores, deve-se verificar o índice de turnover (rotatividade) de profissionais; caso esteja elevado, é sinal de que algo está errado e precisa ser corrigido, em conformidade às práticas do ESG.

      O ESG é um conjunto de práticas empresariais com a finalidade de promover sustentabilidade, bem-estar de pessoas e governança corporativa. Não saber como aplicar o ESG na logística pode trazer consequências à operação, como o aumento na rotatividade dos colaboradores e a não economia de recursos escassos. Este último acarreta não só repulsa da parte de potenciais investidores do negócio, mas também a desaprovação social.

      Se você gostou deste conteúdo, não saia do blog da eSales sem antes curtir nossa página no Facebook!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post