Logística em e-commerce: como deve ser feita?

Entenda como o TMS diminuí falhas no processo de entrega de produtos

Um grande desafio para o comércio eletrônico é implantar uma logística em e-commerce eficiente. Esse processo possui muita relevância nas vendas online. Afinal, o correto controle de estoque, planejamento de vendas, cálculo de frete e empacotamento de mercadorias são essenciais para garantir uma ótima experiência de compra ao cliente.

Contudo, apesar da importância desses pontos, vários empresários ainda enfrentam problemas na operação logística de sua loja virtual. A fim de alterar esse cenário, é preciso conhecer a fundo os principais pontos para se ter um comércio eletrônico efetivo.

Pensando nisso, preparamos este post para que você saiba como deve ser feita a logística em e-commerce. Então, continue lendo!

Classifique os produtos

Possuir uma boa sistematização dos produtos à venda é fundamental para levá-los ao potencial cliente de forma que sejam facilmente reconhecíveis e escolhidos.

São vários elementos que o empreendedor deve levar em consideração:

  • Faixa de preço;
  • Espécie de produto: tipo de produto, mercadorias de luxo, em promoção, etc;
  • Espécie de marca: ocasionais, reconhecidas, disponíveis em série, etc.

Todas as mercadorias possuem seu próprio ciclo de vida. Existem aquelas que necessitam ser rapidamente reabastecidas, aquelas que têm vendas dispersas e periódicas, outras que precisam de um tempo de preparo estendido. Enfim, algumas mercadorias são comercializadas de forma rápida e outras não têm saída.

Descontos, preços, momentos de venda e queima de estoque fazem parte de todos esses componentes que devem ser atentamente considerados.

Escolha bem a transportadora

Quando uma mercadoria é confiada à transportadora, a empresa contratada se torna a responsável pela entrega. Contudo, na visão do cliente que pagou pelo produto, a responsabilidade é sempre do vendedor.

Optar por uma transportadora eficiente é fundamental e vários fatores devem ser avaliados nessa etapa. Por se tratar de um serviço prestado por terceiros, você precisa aprender a solicitar as informações corretas, a verificar quais garantias estão incluídas, a contratar e a avaliar a qualidade do serviço.

Calcule o frete com precisão

Toda transportadora tem uma tabela própria contendo preços, prazos e variáveis observadas no momento de calcular o frete.

Implementar e interpretar todos esses dados não é uma tarefa simples, por isso você deve ter muita cautela. Fornecer os preços e prazos, de modo equivocado, aos clientes pode prejudicar a imagem do seu negócio e ainda causar diminuição nas vendas.

Sendo assim, preste muita atenção na hora de calcular os fretes da sua loja e, se possível, conte com o auxílio de ferramentas tecnológicas que diminuem as possibilidades de erro.

Invista em maneiras alternativas de entregas

Sair do senso comum, às vezes, pode ser uma estratégia inteligente. Nos dias de hoje, vários lojistas estão trabalhando com meios alternativos de entrega e o resultado tem sido muito propício. Entregas feitas no mesmo dia, utilização de motoboy, compras virtuais com retirada na loja física e entrega em lockers são somente alguns exemplos.

Você deve se adequar às necessidades de seus clientes, se quiser conquistá-los. Desse modo, teste novos caminhos e encante seus consumidores por meio de um serviço diferenciado.

Escolha bem as embalagens

Esse, também, é um item que faz parte dos diferenciais oferecidos pelas empresas de sucesso. A embalagem é que vai acomodar a mercadoria enquanto ela é transportada:

  • O custo do transporte é fundamentado na relação peso/volume, o que significa que você deve analisar a embalagem ideal para cada item;
  • Ressalta-se que você deve se lembrar que a embalagem “dialoga” com o consumidor. Ela mostra sua marca e também deve ser considerada como um recurso de marketing importante;
  • Proteja os produtos frágeis de forma correta. Não basta apenas dizer que a mercadoria é frágil.

Não se esqueça do pós-venda

O procedimento de compra não acaba quando o cliente efetua o pagamento. Esse é um erro que vários lojistas cometem e que pode trazer resultados muito ruins para a imagem do empreendimento.

De nada adianta um site com layout bonito, se o produto ou serviço não possui qualidade. Por isso, mantenha os clientes sempre bem informados e faça-os se sentir únicos. Um ótimo atendimento no pós-venda pode ser o diferencial que falta para você cativar o seu público.

Ofereça a logística reversa

Diversos lojistas se esquecem que, em alguns casos, o cliente não poderá receber a mercadoria, visto que não estará em casa no momento da entrega. Ou, ainda, terá que trocar o produto pois necessita de uma numeração diferente. Ocorrências como essas implicam em uma logística reversa, que, mesmo nos dias de hoje, não é observada por muitos empresários.

Você precisa possuir uma logística reversa fortemente constituída e planejada. Assim, você diminuirá custos dispensáveis, conquistará o cliente e o estimulará a comprar de novo. Do contrário, se o cliente tiver uma péssima experiência nessa etapa, isso poderá sujar a imagem de seu negócio e será fonte de possíveis prejuízos com o SAC, por exemplo.

Não tenha medo de liquidar e queimar estoque

Caso a mercadoria não esteja girando ou chegando ao ponto de redução progressiva, queime, realize promoções, seja criativo no canal de venda. Poucos itens, em um estoque, aumentam o seu valor ao decorrer do tempo.

O estoque deve ser o fruto de um plano comercial efetivo e alinhado de modo estratégico. Não existe gestão de estoque que compense um plano inapropriado de suprimentos e vendas. Por isso, invista mais tempo na política e no plano do seu depósito.

Integre as diversas áreas da empresa

Uma adversidade frequente que os empreendimentos enfrentam é a falta de comunicação. Áreas como logística, marketing, vendas e atendimento devem estar bem integradas para que informações consistentes e coerentes sejam repassadas aos clientes. Do contrário, as consequências podem ser clientes frustrados e aumento de gastos com SAC e devoluções.

Assim, mantenha os setores de sua empresa bem alinhados e constantemente atualizados sobre toda a operação do negócio.

Acompanhe os resultados utilizando métricas

Que maneira mais efetiva de acompanhar os resultados de sua empresa do que através de métricas específicas? Portanto, defina os indicadores que mais orientam as suas operações e observe-os constantemente. Assim, você compreenderá de forma mais eficiente o seu negócio e tomará decisões mais corretas, visto que saberá onde há possibilidade para melhora.

E aí, gostou do nosso post sobre logística em e-commerce? Siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook , Linkedin) e fique por dentro de mais conteúdos como esse.