O que é Marketing Logístico e por que é uma boa prática?

O que é Marketing Logístico e por que é uma boa prática?

Como você estrutura a sua cadeia logística? Em um cenário competitivo e repleto de desafios, tudo deve girar em torno da entrega dos produtos aos clientes finais, mesmo com limitações de cadeias de suprimentos ou na gestão de cobranças.

Grandes empresas têm conseguido êxito nesse processo quando adotam o conceito de marketing logístico.

Dessa forma, o marketing trabalha de forma integrada com a logística, retirando o foco da produtividade individual e convergindo todos os esforços em torno das necessidades dos clientes.

Neste artigo, você vai entender o que é marketing logístico e quais os benefícios que essa prática pode proporcionar para a sua empresa. Está preparado? Então, boa leitura!

Afinal, o que é marketing logístico?

O conceito de marketing logístico começou a ser empregado ainda na década de 50, quando grandes empresas como a IBM e a General Foods incorporaram a ideologia do marketing nos seus negócios. A ideia era que as metas das suas organizações dependiam da demanda e desejos do seu público final.

A integração desse pensamento com a logística veio com a capacidade que os processos logísticos têm de entregar serviço, por meio da distribuição de produtos para fornecedores, intermediários e consumidores finais, de forma ordenada.

Então, enquanto o marketing gera ou alimenta o desejo de consumir serviços, a logística entrega no momento ideal. Essa integração facilita a percepção de valor e produz ciclos fechados de venda. O resultado é um cliente mais satisfeito e uma empresa que se destaca diante dos seus concorrentes.

Por que o marketing logístico é importante?

Disponibilizar o produto certo, na hora certa. A relação entre marketing e logística possui vínculos profundos a atestados na teoria e na prática, mas podem ser resumidos com essa frase.

Mais do que simplesmente lucro, a geração de valor proporcionada pelo marketing logístico confere à sua organização valor agregado. Além disso, a integração do marketing com a logística pressupõe que você tenha a intenção de manter um nível de lucratividade crescente em longo prazo, não só por meio de ações pontuais.

Assim, todas as suas ações convergem para a satisfação do seu cliente final, e a consequência são resultados mais sólidos e construídos de forma sinérgica entre todos os setores da sua organização.

Quando a logística trabalha de forma isolada, não é possível compreender qual o seu real impacto, pois as variáveis não colaboram para isso. O consumidor não é o foco, e sim as metas (de entrega, de custos operacionais ou de distribuição).

É como se o seu trabalho ficasse literalmente no meio do caminho e desconsiderasse a percepção do cliente final.

É mesmo fundamental unir marketing e logística?

Quer um exemplo mais prático sobre a importância de unir marketing e logística? Um famoso conceito do marketing abre as portas para essa integração. É o chamado mix de marketing, ou 4P’s: produto, preço, promoção e praça.

É justamente nesse último (praça) que a logística é inserida, o que serve para justificar a importância do marketing logístico e para a compreensão de que ele possui fundamentos também teóricos.

A praça, ou placement, interfere na segmentação do tipo de cliente que você deseja atingir e pode ajudar a estruturar os seus processos logísticos por meio de algumas perguntas. Veja!

  • Onde você oferta o seu produto?
  • Quais os canais de distribuição e armazenamento?
  • Os pontos de venda (lojas físicas ou online) atendem às necessidades do seu público?

Viu como é possível melhorar os seus processos logísticos por meio de conceitos amplamente usados pelo setor de marketing?

Quem pode aderir ao marketing logístico?

O marketing logístico tem outra grande vantagem. Trata-se de um processo organizacional, que não requer custos adicionais, mas um esforço para integrar essas duas áreas que, normalmente, trabalham de maneira isolada dentro das organizações.

Por isso, qualquer empresa do ramo de logística pode aderir a essa forma de trabalho, independentemente do tamanho ou dos recursos disponíveis.

O desejo por resultados constantes e crescentes é o motor para começar a integrar o marketing com a logística agora mesmo!

Como acontece essa integração na prática?

Se você compreendeu o conceito e a importância do marketing logístico dentro das organizações, deve estar se perguntando como começar a aplicar esses conceitos na prática, não é mesmo?

Para isso, comece com uma consulta ao seu cliente. Pode ser por meio de e-mails, de formulários curtos no momento da entrega, de contatos telefônicos ou de outra forma que a sua empresa achar conveniente.

Com a escolha das perguntas corretas, é possível verificar o nível de satisfação com as entregas e a fidelidade que o seu consumidor tem para com a sua empresa. Dessa maneira, você pode trabalhar em cima dos pontos mais fracos e alavancar os seus pontos fortes.

Note que tudo vai se transformar em um círculo fechado e sinérgico, em que marketing e logística trabalham de forma integrada para garantir a satisfação do consumidor e aumentar a lucratividade da sua empresa, principalmente em longo prazo.

Em resumo:

  • defina as necessidades do seu consumidor;
  • descubra a percepção que os clientes têm em relação aos serviços oferecidos pela sua empresa;
  • estruture prazos de distribuição e entrega de acordo com as necessidades do seu consumidor final;
  • repita o passo 2, consulte a percepção do seu consumidor a respeito do serviço da sua empresa;
  • com base nos seus processos estruturados, crie ou estimule novos desejos de consumo por meio do seu setor de marketing.

Quais os principais problemas encontrados ao tentar aplicar o marketing logístico?

Nem tudo é tão fácil quanto pode parecer. Na tentativa de associar o marketing com a logística, muitos empresários cometem o erro de propor metas diferentes para esses setores. Quando falamos em integração, estamos falando também no compartilhamento de metas e objetivos.

Não adianta propor a aplicação do marketing logístico se as suas equipes de marketing e de logística ainda trabalham de maneira independente. Para que a união dos dois setores dê certo, é preciso definir metas e objetivos em comum entre os dois setores.

O principal deve ser a lucratividade. É possível conseguir essa sinergia, pois a equipe de logística tem plena possibilidade de tornar viáveis as ideias propostas pela área de marketing. Tudo isso contribuindo também com a parte operacional, o que tornará as suas ações de marketing mais viáveis e menos custosas para a sua empresa.

E então? Percebeu como o marketing logístico é uma solução estratégica para o seu empreendimento? Compartilhe as suas dúvidas e ideias nos comentários!