Afinal, como usar cloud computing na logística?

99509-afinal-como-usar-cloud-computing-na-logistica

A tecnologia de cloud computing tem sido amplamente utilizada no setor empresarial. Ela vem sendo aplicada não só na gestão do negócio, mas também no armazenamento de arquivos importantes.

Um setor fundamental de qualquer empresa que também pode se beneficiar com os recursos de cloud computing é o de logística.

Leia o nosso post e veja como os processos logísticos podem utilizar devidamente esse tipo de tecnologia para otimizar as operações.

A definição de cloud computing

Cloud computing é um termo em inglês cuja tradução literal é “computação na nuvem”. Com essa inovação, a computação assume as dimensões de um serviço que é entregue ao usuário por meio da internet.

Nesse sentido, as empresas não precisam adquirir licenças de uso, pagando somente por serviços discriminados em um contrato. Uma vantagem da tecnologia na nuvem é que as funcionalidades podem ser acessadas de qualquer lugar e a qualquer hora, dispensando a necessidade de instalação em um computador específico.

A tecnologia cloud computing pode ser acessada principalmente de dispositivos móveis, como celulares, notebooks e tablets, conferindo mais mobilidade aos negócios.

Existem diferentes tipos de serviços na nuvem, sendo que o mais usado é o SaaS (Software como Serviço), que é a utilização de um software por meio da web, ou seja, de modo on-line.

Além do SaaS, a tecnologia cloud computing envolve outros tipos de serviços, como:

  • PaaS (Plataforma como Serviço);
  • IaaS (Infraestrutura como Serviço);
  • DaaS (Banco de Dados como Serviço);
  • TaaS (Ensaio como Serviço).

As vantagens dessa tecnologia para as empresas

Agora que você já entendeu o que é cloud computing, a seguir, mostraremos a você quatro bons motivos para integrá-la às operações de negócios. Confira:

1. Redução de custos logísticos

Uma das primeiras vantagens que podem ser citadas quando se fala em tecnologia de cloud computing é a redução de custos.

Primeiramente, não é necessário investir em equipamentos (hardwares) como servidores. Dessa forma, a empresa não precisa ter custos altos com criação e manutenção de data centers, que são os servidores responsáveis pelo armazenamento de dados e de sistemas, pela realização de backups e assim por diante. Tudo isso é responsabilidade do fornecedor da tecnologia na nuvem.

Existe redução de custos também pela diminuição do número de profissionais que atuam no setor de TI, já que não existe uma infraestrutura complexa para ser gerenciada.

A empresa reduz custos com sistemas de informação. Esses recursos eram muito caros até há algum tempo, mas, hoje, com a computação na nuvem 100% on-line, eles apresentam preços módicos, limitando-se a funcionar respeitando as necessidades de cada empresa.

2. Melhoria de acesso às informações

Com a mobilidade, a empresa melhora o nível de qualidade no acesso às informações da empresa. O gestor não precisa ficar sentado diante de um computador em seu escritório para ter acesso aos dados mais importantes sobre o negócio.

Em casa, ele também pode fazer isso — e na praça, no restaurante, na casa de um parente, no carro, em hotéis, enfim, onde quer que esteja. O que é necessário é ter um dispositivo móvel (ou qualquer outro computador) e acesso à internet.

Esse fator contribui para tornar o negócio mais dinâmico, permitindo uma melhor integração do gestor e de sua equipe com as informações da empresa. O compartilhamento na nuvem possibilita que todos os responsáveis acessem as principais informações, tanto no próprio software de gestão quanto em e-mails e em outros serviços que usam a tecnologia cloud computing, como Onedrive, Google Drive e PC Cloud.

3. Decisões mais acertadas e rápidas

O dinamismo que o negócio adquire com a tecnologia de cloud computing favorece a agilidade na tomada de decisões mais acertadas, fundamentadas em dados precisos e atuais.

Consultando informações de qualquer local, dentro ou fora da empresa, no horário comercial ou fora dele, o gestor acelera o processo de tomar decisões sem correr o risco de cometer erro por precipitação ou por falta de informações.

Além disso, é possível realizar reuniões móveis, por meio da internet, sem a necessidade de concentração em um espaço físico. Assim, muitas decisões podem ser tomadas em grupo, por meio de reuniões virtuais.

4. Mais segurança no armazenamento de informações

Outra vantagem da tecnologia de cloud computing é a segurança que ela confere aos dados armazenados. Essa segurança se reflete especialmente nas seguintes questões:

Backup automático

O servidor na nuvem oferece backups automáticos, guardando cópias em outras pastas ainda mais seguras e, muitas vezes, fazendo o arquivamento automático em outros servidores, por meio do compartilhamento em rede ou via web.

O próprio gestor pode configurar o softwar na nuvem para compartilhar automaticamente os dados com outro servidor on-line, se assim desejar (com um clique, ele efetua essa configuração).

Além disso, os servidores em rede permitem o compartilhamento com o computador pessoal da empresa ou do próprio gestor, caso ele opte por armazenar dados no sistema operacional.

Fácil recuperação de dados

Além de toda a segurança oferecida pela tecnologia cloud computing no armazenamento de dados, ela ainda permite a rápida recuperação rápida de pastas e arquivos se acontecerem eventuais perdas.

Proteção 24 horas

Os servidores on-line também contam com recursos que evitam a ação invasiva e a interceptação de dados.

A criptografia é uma estratégia utilizada para garantir que informações valiosas não sejam utilizadas indevidamente por terceiros mal intencionados (mesmo que tenham acesso a elas, não poderão decodificá-las).

Outros mecanismos de proteção envolvem o uso de senhas fortes e códigos de segurança.

Os ganhos da logística com o uso de cloud computing

Diferentes recursos de cloud computing são utilizados, atualmente, para Supply Chain, permitindo ganhar vantagem competitiva, já que é possível:

  • modernizar e dinamizar os processos;
  • integrar informações e setores (vendas, financeiro, estoque);
  • melhorar o nível de comunicação;
  • controlar trâmites burocráticos (como documentos fiscais
    e auditorias);
  • gerenciar a carga e a descarga das mercadorias;
  • reduzir custos.

O resultado é que os processos logísticos, assim desenvolvidos, podem oferecer serviços de maior qualidade e satisfazer ainda mais os clientes.

Outra possibilidade que a tecnologia de cloud computing oferece é a formação de novas empresas em tempo relativamente curto, sem a necessidade de uma infraestrutura muito complexa — contrariando as ideias tradicionais, que associavam os processos logísticos a custos altos e tempo prolongado.

Com o surgimento de novos concorrentes, as empresas deverão trabalhar em parceria e, assim, dividir soluções na nuvem para operar com eficiência as suas respectivas cadeias de suprimentos.

E você, já utiliza a tecnologia de cloud computing para Supply Chain nos seus processos logísticos? Que vantagens identifica na utilização de softwares na nuvem? Siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook , Linkedin) e fique por dentro de mais conteúdos como esse.