Logística

O que é logística de transportes e quais são os seus desafios?

Por se tratar de uma operação de alta complexidade é importante compreender o que é logística de transportes e a sua importância para o desempenho de um negócio. Esse conceito surge da necessidade de abastecer o setor industrial dos insumos necessários e para escoar a produção.

Contudo, diversos desafios podem surgir que afetam o andamento das atividades da cadeia de suprimentos como um todo. A agilidade nas entregas e a garantia de segurança da carga estão entre os problemas mais comuns.

Por isso, o desenvolvimento de soluções inovadoras começa por aqui, com a leitura de conteúdos sobre o tema. Acompanhe e saiba mais.

O que é logística de transportes?

Em termos simples, a logística pode ser definida como a atividade que busca viabilizar a entrega de mercadorias conforme o pedido no local correto e dentro do prazo especificado. Porém, quanto mais uma empresa cresce, maiores serão os desafios enfrentados no dia a dia. Isso significa que há mudanças no mercado que influenciam o seu resultado.

Nesse cenário, já não basta realizar o envio com agilidade, agora é necessário oferecer entrega expressa. O ciclo de pedido deve ser cada vez menor, pois os clientes têm uma ampla gama de opções disponíveis no mercado. Por isso, a logística que conhecemos hoje é resultado de uma evolução que busca oferecer serviços cada vez mais qualificados e diferenciados.

Quais são os principais desafios da operação de transportes?

O sucesso das atividades de transporte depende de infraestrutura adequada para que a sua execução ocorra de forma racional para obter melhores resultados. Contudo, o gestor esbarra em diversos desafiosque devem ser solucionados. Por isso, confira a lista de obstáculos que podem afetar a gestão do seu negócio.

Acompanhar o gerenciamento da frota

Manter veículos próprios para a distribuição de mercadorias é uma situação que exige diversos cuidados que envolvem:

  • espaço dedicado à sua guarda;
  • custos de manutenção dos veículos;
  • contratação de motoristas experientes;
  • dimensionamento da frota para as entregas.

Do mesmo modo, a contratação de operadores logísticos tem os próprios riscos relacionados à escolha de um prestador de serviço que disponha de recursos para lidar com a sua demanda. Ao mesmo tempo, deve-se construir uma relação de parceria que resulte em ganhos mútuos e o desenvolvimento de confiança.

Propiciar a integração e comunicação entre diversos setores

O setor de transportes depende da ação de outras áreas para desempenhar a suas funções. Isso ocorre porque há necessidade de coordenar as atividades de cada área para a conquista dos objetivos organizacionais.

Isso quer dizer que a comunicação e o compartilhamento de informações devem ser incentivados para construir uma cultura de cooperação. Além disso, para garantir a fluidez da operação é fundamental assegurar o contato com fornecedores, clientes e transportadoras.

Garantir a segurança durante o trajeto

Os investimentos em segurança no setor de transporte são elevados devido ao alto risco que as cargas correm durante a sua movimentação. Os acidentes nas estradas e o roubo de cargas são as razões que motivam o investimento em equipamentos e sistemas de monitoramento veicular.

Softwares de rastreamento, roteirizadores e telemetria são ferramentas frequentemente utilizadas para inibir a ação de criminosos, recuperar o patrimônio e proteger os produtos. Esse é um prejuízo considerado para o setor e para a economia nacional. Portanto, o gestor deve estar preparado para realizar investimento com o intuito de garantir que a carga chegue ao seu destino.

Selecionar o modal de transporte ideal

Quando uma empresa deseja expandir a sua área de atuação e conquistar novos clientes, o primeiro fator a ser analisado é a sua capacidade geográfica. Seja por meio de frota própria, seja pela contratação de transportadoras terceirizadas, essa pode ser uma limitação que impede o crescimento do negócio.

Por isso, a escolha do modal de transportes tem relevância estratégica e as principais opções são:

  • modal rodoviário: as estradas brasileiras são o meio mais utilizado para escoar a produção e se mantêm como opção mais acessível;
  • modal aéreo: o envio de mercadorias por intermédio de aviões ainda é uma opção pouco utilizada e fica restrita às cargas que devem ser entregues com urgência. Os custos elevados é um dos fatores que impedem o seu desenvolvimento;
  • modal marítimo: essa opção é bastante comum para a exportação e importação de produtos que, em geral, são expedidos em grandes lotes que podem ser alocados em contêineres;
  • modal ferroviário: usado para mercadorias de peso significativo, como minério de ferro, carvão e grãos. Sua capacidade de trafegar por longas distâncias é uma vantagem que resulta em fretes mais acessíveis.

Identificar o momento de investir em tecnologia

Sistemas de gestão, automação de tarefas e a análise de dados são processos que dependem de ferramentas tecnológicas. Por isso, a modernização da operação de transportes já não é um diferencial competitivo, mas uma necessidade para permanecer relevante no mercado.

Muitas empresas hesitam em dar esse passo e permanecem utilizando planilhas e controles manuais que causam problemas como:

  • arquivos perdidos;
  • erros de lançamento;
  • informações inconstantes;
  • ausência de controle financeiro;
  • falta de precisão das informações;
  • duplicidade e redundância nas atividades.

Portanto, é preciso mudar essa mentalidade para ganhar eficiência e aumentar a lucratividade.

Qual é o papel do planejamento estratégico?

Muitas vezes, os gestores pensam que o planejamento logístico significa ter um plano B. Se um fornecedor não é capaz de atender aos pedidos, então se contrata outra empresa. Se a frota própria não tem capacidade de entrega, basta contratar um motorista terceirizado.

Todas essas situações fazem parte de criar planos, mas são somente soluções imediatas que não dependem da previsão de possíveis problemas. Por exemplo, a realização de manutenções preventivas garante que os veículos estarão sempre em boas condições de trafegar.

Já a roteirização do percurso de entrega aumenta a eficiência do processo e garante o atendimento dos prazos. Portanto, ao refletir sobre o que é logística de transportes é essencial adotar uma visão mais ampla que, consequentemente, impacta o negócio positivamente.

Você quer ter acesso a mais conteúdos relevantes como este? Então, aproveite para seguir as nossas páginas nas redes sociais. Estamos no Facebook e Linkedin!