Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound, Logística Outbound

      Como otimizar processos logísticos com ferramenta de gerenciamento?

      3 anos atrás - por:

      Implementar processos logísticos de ponta é uma exigência constante que o mercado impõe às empresas. O dinamismo é fundamental para que o nível de produtividade seja alto e, nessa busca, transportadoras e operadores logísticos consigam prestar um serviço cada vez melhor.

      Para chegar ao alto nível no trabalho desenvolvido internamente, a análise desse fluxo de processos precisa ser acompanhada de perto. Cada etapa, quando está sob observação, pode ser fortalecida por meio de práticas melhores e refletir em resultados que trazem maior capacidade da empresa para lidar com demandas em alto volume.

      Neste post, você entenderá um pouco mais sobre como a ferramenta de gerenciamento é importante para a busca da otimização de processos logísticos. Confira!

      O que é o gerenciamento e qual é a sua proposta?

      Com o gerenciamento de processos logísticos é possível obter o suporte para que uma empresa consiga visualizar e estruturar todo um processo de produção ou logístico, entre outras possibilidades. A ideia é realmente otimizar todo o caminho, apontando detalhadamente cada etapa, mostrando informações como:

      • o que é feito em cada etapa;
      • quem é responsável por cada etapa;
      • quais trabalhos são prioritários;
      • quanto tempo é necessário para cada etapa.

      Todo esse fluxo de processos logísticos é colocado em uma linha com todas as fases do trabalho. A ferramenta de gerenciamento ajuda a deixar tudo devidamente separado, detalhando quais são os padrões necessários.

      Toda vez que o fluxo se inicia, junto a ele também é feito o acompanhamento por meio do gerenciamento. Uma vez que gestores já conhecem os padrões de trabalho, o que inclui o tempo de realização de cada etapa, é possível identificar quando algo não está sendo executado da maneira certa.

      Identificação de problemas e gargalos

      Essa análise dos processos logísticos é fundamental para que a empresa entenda em que momento o seu fluxo logístico apresenta um resultado abaixo do esperado. Atrasos recorrentes e lentidão em alguma etapa pode ser um sinal de que os parâmetros ideais não estão sendo seguidos adequadamente.

      Problemas de infraestrutura e até mesmo a falta de ferramentas e pessoal qualificado também podem ser causadores de gargalos na logística. O gerenciamento é fundamental para fazer esse acompanhamento e, se necessário, intervir quando houver a detecção de questões desse tipo.

      Como é feita a gestão do fluxo de processos?

      Quando aplicada à logística, a gestão de processos cuida de todas as etapas básicas de um ciclo de trabalho de ponta a ponta. A ideia é justamente fazer esse acompanhamento para checar se todas as tarefas são executadas dentro dos parâmetros, o que garante que a eficácia máxima seja atingida e o cliente final satisfeito.

      Sendo assim, o gerenciamento é utilizado para analisar a progressão de todas as fases das demandas logísticas de uma empresa, especialmente no trabalho com frete. Desse modo, são analisadas as etapas de:

      • emissão do conhecimento de embarque;
      • conferência do CTL;
      • checagem dos valores cobrados;
      • emissão de fatura;
      • ajustes no valor;
      • conferência.

      Além do processo de frete, é possível também controlar fluxos como o despacho de mercadorias a partir de pedidos, como acontece nos e-commerces. Nesse caso, os processos logísticos são acompanhados desde o recebimento do pedido até o momento em que o pacote é despachado com o transportador.

      Uma possível continuação de fluxo de trabalho após a entrega é a logística reversa, em caso de devoluções dos produtos. Também é possível aplicar o gerenciamento não só para o acompanhamento do retorno, mas também para o entendimento do que motivou a devolução e controle de alçadas de aprovação.

      O suporte para otimização

      Um dos pontos mais interessantes da ferramenta de gerenciamento é que a sua análise de processos gera métricas relacionadas ao desempenho do trabalho. Assim, é possível ter a dimensão, por exemplo, de quanto tempo cada etapa de trabalho leva para ser concluída.

      Em todo o processo, há indicadores de desempenho que geram retornos concretos, ou seja, mostram o esforço aplicado. O que essas métricas apontam ajuda gestores a identificarem em que ponto há necessidades de otimização. A partir disso, há um horizonte sólido para o trabalho de melhoria contínua.

      Conferência de notas, picking, faturamento, despacho e cada uma das etapas estarão sob análise, fornecendo métricas para os indicadores. Ao acompanhá-los, é possível saber quais recursos com performance abaixo do esperado e, a partir disso, entender quais problemas estão impactando.

      Quais os benefícios de usar a solução Entregou?

      O portal Entregou apresenta um conjunto de soluções voltadas para essas demandas com  a proposta de centralizar todo o trabalho para proporcionar uma gestão em alto nível.

      O Entregou traz vantagens concretas quando o assunto é cuidar de todo o trabalho logístico de uma empresa. Da conferência de notas até a administração do pátio de um depósito, tudo pode ser feito com suporte dessa ferramenta. Veja a seguir as vantagens de contar com ela!

      Agendamento de recebimento

      Em um sistema integrado aos transportadores e operadores logísticos, o Entregou possibilita que essas empresas façam agendamentos de entregas de carga em seus centros de distribuição. Para otimizar esse fluxo, o agendamento é liberado dentro de parâmetros de capacidade, operação e janelas de funcionamento, o que facilita a solicitação do entregador.

      Gestão de pátio

      A solução de agendamento também dá suporte para que haja uma gestão avançada das atividades no pátio da empresa. O movimento de veículos precisa ser controlado e, por isso, é importante respeitar horários de carga e descarga. O Entregou ajuda a deixar toda a atividade programada, e então o pátio estará sempre sob controle e com medições de eficiência e ocupação de docas.

      Controle de performance de entregas

      Todas as atividades de entrega são devidamente controladas pelo Entregou e isso significa ter a mensuração do tempo aplicado na tarefa. Dentro de uma rotina movimentada, é fundamental otimizar ao máximo essas atividades facilitando a identificação de entregas atrasadas, entregas dentro do prazo, ocorrência de transporte e comunicação com os responsáveis pela logística

      Com essas métricas, fica mais fácil detectar quando há disparidades do padrão, ou seja, quando os processos estão muito lentos. A partir da análise dessas informações, propor mudanças fica mais fácil, bem como gerir os parceiros logísticos e performance alcançada por cada um

      Com uma ferramenta de gerenciamento como o Entregou, é possível chegar ao máximo de desempenho nos processos logísticos. O acompanhamento é o que ajuda a detectar problemas e a propor melhorias estratégicas.

      Gostou deste post? A eSales pode ajudar sua empresa com essas ferramentas. Entre em contato conosco e saiba mais!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post