As 11 inovações em logística da Amazon

A Amazon é uma empresa norte-americana, considerada no mercado como uma das grandes referências quando falamos de inovação no setor do varejo, além de ser uma das campeãs em vendas em todo mundo.

O segredo do sucesso veio do princípio de que vender é importante, porém, entregar é fundamental, por isso, a sua preocupação é em investir em uma boa gestão de logísticas, buscar por algo diferenciado, oferecer soluções rápidas e eficientes e ter um bom processo de entrega dos produtos, tudo isso para conquistar a satisfação dos consumidores.

Pensando nisso, elaboramos este texto para que você conheça melhor a história dessa empresa e como conseguiu se tornar destaque por meio da implementação de recursos inovadores em sua logística. Confira!

Qual é o histórico da relação entre a Amazon com a logística?

Criada em 1994, no começo de suas atividades no e-commerce, a logística da Amazon era ineficiente e passava por vários problemas para conseguir atender toda demanda. Nesse momento, percebe-se a necessidade de fazer investimentos nessa área e aprimorar a cadeia de suprimentos.

Isso tudo porque a empresa teve como foco aprimorar frequentemente os serviços fornecidos aos clientes, de maneira a aumentar a experiência de compra e conquistar sua fidelização. No entanto, entendeu-se que para isso acontecer, era preciso sempre aplicar melhorias nos processos, que vão desde a venda até a entrega do pedido ao consumidor final.

Nesse sentido, foi implementado mudanças relevantes no formato de entregas, em recursos que possibilitam a redução considerável dos prazos e alternativas interessantes para o recebimento da mercadoria.

Essa ação deu resultados positivos e a partir de então a empresa seguiu rumo ao sucesso, colocando-a como uma gigante no mercado, como atualmente é reconhecida.

O interessante é que essas melhorias estão em condições de serem adotadas em qualquer empresa, independentemente do seu tamanho, desde que analisadas a viabilidade e consideradas as devidas proporções.

Por esse motivo, é importante que você conheça melhor sobre elas, e quem sabe possa se espelhar em algumas e colocá-las em prática como uma forma de conseguir vantagem competitiva.

Como funciona a logística da Amazon?

Como já foi dito, quando as entregas começaram a apresentar problemas, o fundador da loja decidiu que era o momento de investir em inovação. Então, contratou profissionais qualificados, como engenheiros e cientistas, para avaliar melhor qual seria o sistema adequado para resolver a situação da logística da empresa.

Nos primeiros anos, o time de logística estabeleceu diversos indicadores, identificando a quantia de pedidos despachados, o custo por unidade de embalagem e o envio de cada centro de distribuição. Com o passar do tempo, o sistema tornou-se mais moderno, se aprimorando nas novas tendências foram surgindo.

Entre os principais pontos sobre o conceito do sistema de logística da Amazon estão:

  • o simple;
  • fast;
  • customer first;
  • beginning of a new cicle.

Simple

Várias pessoas entendem que, por causa das extensões dos processos logísticos, essa é uma fase complexa. No entanto, com uma organização adequada é possível de simplificar completamente a logística de uma companhia. Isso não quer dizer que tudo ocorrerá de uma hora para outra, mas com todas as questões bem definidas, não existe motivo para se perder.

Fast

A entrega pode ser considerada a hora mais aguardada pelo cliente. Por isso, quanto mais rápido a mercadoria chegar à sua mão, mais satisfeito ele ficará. Dessa forma, avalie maneiras de proporcionar uma logística mais ágil, segura e que caiba no orçamento do consumidor.

Customer first

Pelo fato de a entrega ser o momento mais esperado pelo público, é essencial cuidar de todas as etapas do processo, como separação, organização, embalagem, nota fiscal, transporte e entrega, com toda dedicação a um público que, se bem atendido, se manterá fiel ao negócio.

Beginning of a new cicle

O processo logístico não deve propor, apenas, o fim de uma negociação. Na verdade, ele engloba uma fase para o início de um novo ciclo de relacionamento. Nessa hora, ou se agrada o consumidor para que ele retorne ou o decepciona, perdendo a chance de novas vendas.

Quais são as inovações da Amazon?

A partir desses conceitos, algumas das inovações foram desenvolvidas pela Amazon, contribuindo para todo o sucesso que ela se tornou. Conheça as principais.

Automatização das operações

A Amazon investe bastante em tecnologia para automatizar as suas operações. Nos centros de distribuição, são usados robôs para aperfeiçoar os processos, como a movimentação de mercadorias e a separação dos pedidos.

Além disso, a empresa conta com softwares de gestão que, junto com as melhorias das operações, auxiliam no controle das atividades e, ainda, ajudam na realização de avaliações e tomadas de decisão.

Desenvolvimento de novas ideias

A inovação é uma marca registrada na Amazon. Isso se deve ao fato dela constantemente buscar a criação de estratégias e desenvolver serviços focados no aumento da qualidade de atendimento ao cliente.

A aplicação dessas novas ideias são elaboradas soluções que vão satisfazer a necessidade dos clientes, fidelizando-os.

Investimento em logística

Aliada às alternativas enumeradas acima, a logística de entrega da Amazon se destacou pela agilidade e eficiência. Isso faz dela uma grande autoridade quando falamos do fornecimento de uma ótima experiência aos seus consumidores em relação à entrega de produtos.

A Amazon trata esse setor como um dos mais importantes e, também, é um dos que mais recebem investimentos e melhorias. Entenda melhor quais são essas aplicações.

1. Frota própria

Até 2013, a Amazon contava com serviços terceirizados, em parceria com empresas de transporte para realizar a entrega aos seus clientes. Contudo, recebia um número grande de reclamações relativas aos atrasos.

Com isso, definiu o objetivo de reduzir a amplitude da terceirização e começou a montar sua própria frota. Além disso, desenvolveu os centros de triagem, que ficam próximos aos seus clientes, auxiliando na administração das entregas até a última milha.

Assim, a companhia consegue conceder prazos de entregas menores que os dos concorrentes, criando uma boa vantagem competitiva.

Talvez, para as empresas de pequeno porte, gerir a frota própria para cuidar de toda transação não seja a melhor alternativa, mas é um exemplo de como ter opção pode aperfeiçoar o serviço de transporte e entrega.

2. Parcerias

Para alcançar a meta de fornecer entregas mais rápidas, a Amazon criou parcerias com empresas aéreas. Eles também contam com outras formas, por exemplo, caminhões do setor privado, táxi frete marítimo, bicicleta, entre outros. O importante é conseguir atender a expansão da demanda da maneira mais efetiva possível.

3. Funcionários

A empresa conta com um time de mais de 100 mil colaboradores, que trabalham sob o regime de escala para conseguir atender todos os pedidos no menor prazo possível. Nos períodos de Black Friday e Natal, esses funcionários realizam um revezamento para trabalhar todos os dias da semana, 24 horas por dia.

Ou seja, mesmo de madrugada existem pessoas separando pedidos para encaminhá-los aos clientes, evitando falhas operacionais com o aumento das vendas.

4. Entrega last mile

A entrega na última milha é considerada um grande desafio para diversas instituições, tendo em vista seu alto custo e as dificuldades de se chegar até o consumidor final, por exemplo, as restrições de trânsito.

Para resolver esse problema, a Amazon teve a ideia de colocar seus centros de triagem mais perto dos clientes e investir nas entregas usando veículos pequenos ou contando com parceiros.

5. Embalagens

A empresa investe muito em suas embalagens. Então, criou um sistema de box on demand. Por meio dele são elaboradas embalagens adequadas para cada espécie e tamanho de mercadoria, o que ajuda a otimizar o espaço dentro dos veículos de transporte e aproveitar a cubagem da melhor maneira.

6. Entrega no mesmo dia

Nesse caso, a finalidade é preparar os produtos para a entrega antes mesmo que eles sejam adquiridos pelos consumidores. Assim, os clientes podem adquirir um livro, por exemplo, assim que ele for lançado.

7. Entrega por drones

A entrega por drones é uma outra aposta tecnológica da Amazon, desenvolvida para oferecer ainda mais agilidade às entregas. Apesar da restrição em algumas localizações que esses equipamentos têm (atendem a um raio de somente 15 km), já podem ser vistos como uma opção.

8. Logística colaborativa

Trata-se de parceria com outras empresas, em que todos trabalham e ajudam para atingir os mesmos objetivos. Dessa forma, a logística da Amazon conta com outras formas de entrega, usando drones, carros e demais veículos, como uma estratégia essencial para desenvolver a entrega last mile.

9. Same day delivery

Um novo modelo de frete, que consiste na entrega do pedido no mesmo dia da compra. Se encontra disponível em certos locais e produtos, limitados a um certo horário em que as compras forem realizadas

10. Lockers

É um tipo de armário, nos quais as encomendas são entregues e guardadas para que os consumidores possam acessar e, por meio de um código, retirar as mercadorias.

É uma ótima forma de disponibilizar os produtos para quem não consegue receber no próprio endereço, se tornando uma boa alternativa para atender o público que está localizado onde existe alguma restrição na entrega.

11. Amazon Flex

A empresa também criou o Amazon Flex, que é um conceito parecido ao Uber, contudo, em vez de transportar pessoas, ele carrega cargas. Trata-se de uma rede de entregadores regionalizados, dentro de uma mesma cidade e que recebem por hora trabalhada, fazendo coletas e entregas.

Otimização dos processos

A otimização é importante para desburocratizar os processos realizados, e isso também ocorre por meio do investimento para obter uma logística enxuta, em que os desperdícios são excluídos ou reduzidos de forma relevante.

Isso significa que alguns pontos, como tarefas repetidas ou desnecessárias (que não geram valor ao resultado final), as paradas na linha de produção e demais problemas são resolvidos.

Também ocorre o investimento em treinamento e qualificação dos funcionários, na reavaliação das execuções das atividades, entre outros. Tudo isso auxilia na garantia do uso eficiente e correto dos recursos, o que diminui os custos, gera maior eficiência, aumenta a produtividade e qualidade dos serviços concedidos aos clientes.

Foco na satisfação do consumidor

Com o passar do tempo, muitas organizações começaram a direcionar seu foco mais para os resultados do que para o atendimento ao público. No entanto, a Amazon preza pela manutenção desse direcionamento ao cliente, proporcionando uma experiência de compra diferenciada para os seus consumidores.

Uma das questões centrais dessa prática é a logística, tendo em vista que o cumprimento dos prazos é um dos fatores que mais influenciam diretamente na satisfação do consumidor e na reputação que a marca constrói no mercado.

Além disso, ela também cria programas para aprimorar o relacionamento com o público, ao mesmo tempo que dispensa a necessidade de altos investimentos nessa área.

Como um tipo de exemplo, podemos falar da Amazon Prime, que é uma assinatura mensal que fornece o frete grátis como serviço.

Um outro ponto que vale a pena mencionar é o frequente acompanhamento das necessidades dos clientes e o que pode ser realizado para atendê-los. Quando é possível, antecipa-se a elas e elabora-se soluções que podem trazer resultados surpreendentes.

Esse tipo de prática, além de elevar as possibilidades de fidelização, também contribui para que a empresa seja recomendada para outras pessoas. Nesse caso, é importante ressaltar que o marketing boca a boca ainda é extremamente eficaz, considerando que novos consumidores foram atraídos devido a uma indicação de quem teve uma boa experiência de compra.

Entre os lemas da Amazon, é interessante lembrar do qual diz: o que você quiser, onde quiser, com a agilidade que quiser, que tem sido cada dia mais próximo da realidade. Por esse motivo, além de fidelizar os clientes, a loja sempre atrai novos consumidores, já que a satisfação do seu público é muito grande.

Pelo fato da sua importância na estipulação dos custos de qualquer instituição, a logística deve ser gerida como um dos principais processos para ajudar na construção de uma vantagem competitiva, seja de diferenciação ou menor custo.

Ao pensar na logística é necessário ter uma visão ampla e elaborar desde os roteiros das matérias primas, passando pelo layout interno do negócio até chegar na distribuição da mercadoria ao consumidor final. Com a implementação de novas tecnologias, bem como inovações no transporte, a estratégica em logística só tende a dar certo.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre as práticas adotadas pela Amazon para aprimorar a logística, trazendo resultados incríveis que contribuíram para todo sucesso adquirido pela marca, não espere mais para elaborar novas estratégias para o seu negócio e, dessa forma, conquistar um lugar de destaque no mercado.

Gosto deste conteúdo? Então, compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos conheçam um pouco mais sobre o assunto!