Descubra o que são e como funcionam as tabelas de frete!

98694-descubra-o-que-sao-e-como-funcionam-as-tabelas-de-frete

Para toda empresa que comercializa produtos é fundamental acompanhar a evolução do frete e saber como funciona o seu cálculo. O frete ajuda a precificar corretamente as mercadorias e a traçar estratégias para captar e fidelizar clientes.

Como se sabe, o frete pode interferir decisivamente na opção de um cliente efetuar ou não sua compra.

Por esse motivo, o gestor deve estar familiarizado com as tabelas de frete para usá-las em seu planejamento estratégico! Acompanhe o artigo para saber mais!

O preço de frete: o que é e qual a sua importância

O preço de frete é o valor cobrado na efetivação do serviço de transporte de mercadorias do ponto de venda ou do armazém até a casa do consumidor final e também a coleta dos produtos.

Ou seja, o preço de frete envolve três operações que são coleta, transporte e entrega ao destinatário.

O preço de frete deve ser corretamente calculado para que a empresa remunere com o serviço de transporte rodoviário de carga.

Os consumidores estão mais esclarecidos e, certamente, não perderão a oportunidade de aproveitar um frete mais barato ou mesmo a sua isenção.

As variáveis usadas para calcular o frete corretamente

O cálculo de frete ainda é muito complicado, daí a importância de o gestor ter à sua disposição tabelas de frete atualizadas que permitam a precificação mais equilibrada de suas mercadorias, respeitando uma margem de lucro satisfatória e não onerando tanto o consumidor.

Muitas empresas costumam usar os serviços de mais de uma transportadora para efetuar suas entregas. As transportadoras, por sua vez, consideram diferentes variáveis para estipular um preço de frete.

Essas variáveis incluem:

  • tipo de veículo que conduzirá a carga;
  • dimensões e peso da carga (faixas de peso e tamanho limite);
  • atendimento a praças variadas (variabilidade de distâncias e acessibilidade do local);
  • prazos de entrega;
  • taxas e impostos a pagar;
  • riscos envolvidos e preços dos seguros;
  • possibilidades de retorno sem carga;
  • preço do combustível;
  • tecnologia sofisticada aplicada ao veículo.

A terceirização do processo de entrega e os softwares de gestão

Devido às complicações logísticas que envolvem o frete, muitos gestores preferem terceirizar os serviços de transporte de mercadorias. Assim, além de reduzirem custos (principalmente com possíveis erros de cálculo e com monitoramento), os gestores ficam mais tranquilos em relação ao atendimento ao cliente, com o cumprimento exato dos prazos de entrega.

uso de softwares também ajuda o gestor a desenvolver um processo mais cuidadoso de transporte e entrega, contemplando todas as variáveis possíveis e definindo as melhores rotas.

Os próprios softwares podem oferecer tabelas de frete atualizadas que vão ajudar a empresa a otimizar os preços de suas mercadorias e serviços.

O cálculo do preço do frete: exemplos práticos usando tabelas de frete

Para realizar o cálculo do frete, é necessário avaliar as variáveis já citadas. Primeiramente, é preciso considerar o tipo de transporte que será usado. Considere ainda o período de utilização do meio de transporte (horas/dias ao mês), o impacto das despesas sobre a receita da empresa, o percentual de tributos que serão pagos, a distância entre o ponto de origem e o de destino.

Tendo em mãos as tabelas de frete atualizadas, o gestor terá respaldo para fazer um cálculo equilibrado, considerando o valor da diária e a distância percorrida.

Dados para os exemplos

Veja alguns exemplos a partir dos seguintes dados:

  • tipo de veículo: caminhão de porte médio;
  • tempo de trabalho por mês: 24 dias;
  • custo mensal fixo: R$ 4.000,00;
  • valor da diária: R$ 166,70 (4.000 / 24);
  • custo variável por km percorrido: R$ 0,670;
  • percentual das despesas administrativas: 10%;
  • percentual dos tributos e taxas: 12%;
  • margem de lucro: 15%.

Cálculo do markup

Para facilitar, podem-se agrupar todos os valores percentuais em uma única variável, a saber, o markup, um índice usado na precificação de produtos e serviços.

Para calcular o markup, usa-se a fórmula: 1 / [1 – (percentual de tributos + percentual das despesas administrativas + percentual da margem de lucro).

No caso acima, o markup será igual a 1 / [1 – (12% + 10% + 15%)], ou seja:

  • Markup =1 / [1 – 37%];
  • Markup = 1 / 0,37;
  • Markup = 2,702.

Exemplo 1

Um serviço de transporte de carga usará 2 caminhões durante 6 dias e eles percorrerão 5.500 km. Qual será o preço do frete?

Preço do frete = [quantidade de veículos usados x valor da diária x período de duração + (quilômetro percorrido x custo variável)] x markup.

Preço do frete = [2 x 166,70 x 6 + (5.500 x 0,670)] x 2,702.

Preço do frete = [2.000 + 3.685] x 2,702.

Preço do frete = 5.685 x 2,702.

Preço do frete = R$ 15.360, 87.

Exemplo 2

A cidade de origem Nova Esperança está distante 120 km da cidade de destino, Belos Montes. Um caminhão leva 2 dias para ir a Belos Montes e retornar, totalizando 240 km. A capacidade líquida do veículo é de 15 toneladas e os custos totais dessa viagem correspondem a R$ 250,00.

Como cobrar o frete?

Preço do frete = [quantidade de veículos usados x valor da diária x período de duração + (quilômetro percorrido x custo variável)] x markup.

Mas será adicionada uma nova variável: a dos custos totais da viagem (R$ 250,00). Assim:

Preço do frete = R$ 2.010,80 por viagem, ou seja, aproximadamente R$ 134,05 por tonelada (2.010, 80 / 15).

Nesse caso, a margem de lucro é de R$ 301, 60 (15% x 2.010,80).

Mais algumas considerações sobre as tabelas de frete

É importante sempre consultar as tabelas de frete relacionadas ao estado onde fica a empresa e os outros estados (estados de destino), considerando as diferentes distâncias e o peso da carga.

Outro fator que interfere no preço do frete refere-se ao tipo de carga, se ela é fracionada ou fechada.

Cargas fechadas variam especialmente conforme o tipo de veículo, a rota percorrida e as taxas adicionais (pedágio, produtos especiais, ajudantes, necessidade de pernoite e outras coisas).

O frete de cargas fechadas considera o peso, a distância, o volume (em metros cúbicos), o preço da mercadoria. A região de destino define o preço do frete e a cobrança pode ser realizada em faixas (10 a 30 kg; 30 a 50 kg; 50 a 70 kg e assim por diante), porém, a cobrança pode ser também por valor unitário (1 kg).

E você, já perfaz corretamente o cálculo do frete? Quais suas principais dificuldades? Tem à sua disposição tabelas de frete? Siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook , Linkedin) e fique por dentro de mais conteúdos como esse.