Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound

      Entenda os impactos positivos da logística 4.0 para a indústria

      2 anos atrás - por:

      logística 4.0

      A logística 4.0 é uma metodologia que surgiu para otimizar os processos industriais e empresariais. Com o objetivo de atender os requisitos de eficiência, velocidade, diminuição de custos e disponibilidade de dados, ela promete revolucionar os processos dos negócios de hoje.

      Esse termo tem revolucionado o setor industrial e seu conceito se liga ao alto nível de automação operacional, no qual se utiliza até mesmo inteligência artificial para promover uma melhor gestão empresarial. Assim, para manter uma empresa competitiva e relevante no mercado, é muito importante entender a fundo sobre esse tema tão importante nos dias de hoje.

      Sendo assim, preparamos este texto para você saber quais são os impactos positivos desse método no setor industrial. Confira agora!

      Melhoria nos processos

      O uso da tecnologia no mundo empresarial se apresenta como um dos principais benefícios quando o assunto é otimização de processos. O conceito é nítido: softwares são capazes de promover atividades com muito mais velocidade e com reduzida taxa de erros. Assim, alguns processos sendo feitos por meio da tecnologia auxiliam o negócio em todas as operações, permitindo que os colaboradores foquem em outras questões — as quais a participação humana é de fundamental importância.

      Racionalização do uso de recursos financeiros

      Na perspectiva atual, os empreendimentos lidam com orçamentos cada vez mais reduzidos, o que requer uma revisão no modo como os recursos financeiros são partilhados. Por isso, é fundamental entender as formas possíveis para diminuir os gastos e evitar o desperdício de recursos.

      Há, também, componentes de proatividade que procuram inserir soluções que apresentem potencial para a diminuição de custos. Os sistemas de roteirização, por exemplo, são métodos que contêm recursos interessantes para aumentar a eficácia dos processos. A sua competência em identificar o percurso mais correto contribui para a ampliação da produtividade, atua para reduzir o desgaste do veículo e, com excelência, permite que haja uma maior economia de combustível.

      Organização do processo de armazenagem

      Outro impacto positivo da logística 4.0 é a diminuição de custos nas operações dos armazéns. A organização do supply chain (cadeia de suprimentos) é essencial para eliminar atividades desnecessárias — um dos exemplos mais notórios é o tempo gasto pelos operadores que necessitam encontrar mercadorias que não são encontradas facilmente. Para conseguir esses resultados, é preciso manter velocidade e eficiência nas fases de:

      • movimentação de produtos;
      • reposição de mercadorias;
      • alocação nas prateleiras;
      • separação e expedição.

      Utilização de inteligência artificial

      Via de regra, o espaço dos armazéns é estruturado para acomodar o tráfego de funcionários e equipamentos utilizados no manejo da carga. Contudo, em um estoque moderno e que utilize as soluções direcionadas para a logística 4.0, as empilhadeiras cedem espaço para os robôs programados que realizam as atividades pesadas ao movimentar caixas e palets.

      As esteiras também podem ser utilizadas para levar as mercadorias até as estações de trabalho, local onde os trabalhadores separam e embalam os pedidos conforme as especificações de cada cliente. Essa é uma vertente que objetiva retirar a intervenção humana em trabalhos que são considerados exaustivos ou perigosos. Assim que há a utilização desse modelo de equipamento, torna-se possível ter maior rendimento no local, além de promover agilidade nas atividades do depósito e ampliação da segurança.

      Flexibilidade na prestação de serviços

      Os negócios que atuam com a movimentação de produtos estão sujeitos ao aparecimento de circunstâncias prejudiciais e demandas emergenciais dos consumidores que necessitam de atenção imediata. A aptidão para lidar com pedidos de última hora se sujeita ao nível de flexibilidade desenvolvido pelos colaboradores, algo que vai desde os gestores até quem é responsável pelo transporte de mercadorias.

      Para fazer com que esse processo tenha viabilidade, é preciso investir em sistemas e plataformas que permitam aos usuários acessarem e customizarem os serviços de frete conforme suas necessidades. Essa é uma vantagem competitiva que atesta o aumento da produtividade como um acréscimo de competitividade.

      Foco no acompanhamento do desempenho

      De acordo com o que foi abordado, o registro das tarefas e o seu controle fazem parte de uma das etapas do processo referente à performance. As propostas da logística 4.0 apresentam foco na otimização consecutiva e no fornecimento de dados a fim de contribuir para a tomada de decisão.

      O desafio de calcular e mensurar os resultados dos setores de armazenagem e transportes está nas limitações de sistemas ultrapassados. Posto isso, a aquisição de novos programas pode auxiliar na análise dos resultados, além de ampliar a produtividade em geral.

      Ampliação na comunicação entre os setores do supply chain

      Uma das grandes metas da renovação tecnologia é ampliar a capacidade de compartilhar dados entre clientes, fornecedores e operadores da área logística. Essa parceria é fundamental para garantir o desenvolvimento da operação como um todo e aumentar a qualidade dos serviços disponibilizados.

      A assimilação dos sistemas em uma plataforma comum pode ser alcançada com o desenvolvimento de instrumentos customizados ou com a adaptação de um software já existente. Dessa forma, a execução das tarefas de cada elo do supply chain pode ser observada em tempo real.

      Investimento em monitoramento veicular

      Soluções de rastreamento e monitoramento da frota fazem parte de diversas empresas de transporte. Essa é uma evolução que visa promover a segurança do veículo, da carga e do motorista. Um dos benefícios dessa prática é criar a capacidade de identificar circunstâncias que possam comprometer o andamento da viagem antes mesmo do embarque dos produtos. Com isso, torna-se possível perceber a real situação dos processos:

      • das condições climáticas;
      • de tráfego;
      • de possíveis acidentes;
      • do estado de conservação das vias.

      Além do mais, o acompanhamento do percurso em tempo real apresenta como objetivo ter acesso à localização estabelecida e compartilhar a estimativa de entrega de produtos com o cliente.

      Enfim, já deu para perceber que a logística 4.0 é uma grande aliada das empresas e pode ampliar inclusive a segurança de suas operações, dos processos e dos colaboradores. Ela já faz parte de uma realidade inevitável e, por isso, deve ser implementada e aproveitada ao máximo para garantir a competitividade no mercado atual.

      Gostou deste post? Então, que tal saber agora como fazer a gestão da cadeia de suprimentos?

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post