Otimize a relação com seus fornecedores e qualifique suas operações de Logística Inbound, com organização e agilidade a partir da automatização de processos relacionados com recebimento de carga.

Acompanhe indicadores de desempenho logístico e eleve o nível de suas operações de Logística Outbound com a integração de processos e automatização da troca de informações para maior visibilidade e eficiência de sua gestão.

Obtenha dados de suas vendas no varejo e de distribuidores para aumentar vendas, reduzir rupturas e perdas com informações compartilhadas para estruturar seus processos e auxiliar seu gerenciamento.

Aumente a sua demanda de transportes e seja encontrado por Embarcadores de todo o país.

Facilite a comunicação entre sistemas de gestão e diferentes bancos por meio da transferência de arquivos de forma ágil, íntegra e segura.

    Um sistema capaz de atender os processos de negócios de seus clientes empresariais sem necessitar o investimento em desenvolvimento de sistemas internos.

    O PagPlan é uma solução que permite o pagamento das principais contas de concessionárias (como água, luz, gás, etc.) e DETRANs: utilizando o cartão de crédito como meio de pagamento.

      O EDI Business é uma solução altamente customizável para gestão operacional e estratégica de arquivos.

      O EDI Enterprise oferece uma infinidade de recursos de intercâmbio de informações baseado em um conjunto de regras de envio e recepção, múltiplos protocolos de comunicação, além de topologia altamente flexível.

      Inovação e tecnologia aplicados a emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos.

      Tecnologia para conectar transportadoras e embarcadores com inteligência e compliance.

      Blog

      Logística Inbound

      Confira 6 principais benefícios da torre de controle logístico

      7 meses atrás - por:

      torre de controle

      A empresa que consegue gerir com eficiência sua operação logística tende a ser mais competitiva e aumentar sua base de clientes. Para isso, a integração de sistemas se faz necessária, de modo que todos os processos e atividades possam ser monitoradas de perto. Esta é justamente a ideia por trás da torre de controle logístico.

      Vamos ao longo deste texto explicar o que é uma torre de controle logístico e como funciona. Além disso, falaremos de 6 benefícios que vão impactar o setor, trazendo melhorias de curto, médio e longo prazo. Ficou interessado em se aprofundar no tema? Então continue lendo o conteúdo até o final!

      O que é torre de controle logístico?

      Uma torre de controle logístico é uma central que engloba os principais sistemas empresariais, como ERP, TMS e WMS. Vale lembrar que estes softwares lidam, respectivamente, com gestão empresarial, transporte e estoque, exigindo, portanto, que eles estejam se comunicando adequadamente.

      Existem também outras aplicações que podem ser incorporadas à torre de controle logístico, como o emissor de documentos fiscais e plataformas de negociação com fornecedores e transportadoras. Essa centralização de informações permite, entre outras coisas, planejar melhor as demandas, bem como a identificação e mitigação de gargalos.

      Como funciona a torre de controle logístico?

      Para funcionar e gerar os impactos esperados, a torre de controle logístico opera com base nos pilares de tecnologia, pessoas e processos. Para entender cada um deles, acompanhe as subseções a seguir!

      Tecnologia

      Os dados de todos os setores são armazenados e cruzados na torre de controle logístico. Dessa forma, os gestores passam a ter uma visão mais integral dos processos, o que ajuda na tomada das melhores decisões, inclusive em tempo real. Nesse sentido, a nuvem costuma ser usada para armazenar esses dados com maior segurança e facilidade de acesso.

      Pessoas

      O olhar analítico e a habilidade estratégica do colaborador são indispensáveis. Isso significa que ele precisa ler e interpretar os dados que lhe são apresentados, bem como escolher adequadamente os indicadores de performance do setor. Aqui se comprova a necessidade de adotar um mindset e uma cultura empresarial voltada para os dados; do contrário, o colaborador no máximo fará o manuseio dos sistemas, extraindo pouco ou nada dos softwares.

      Processos

      Dado que a logística é formada por armazenagem, movimentação e transporte de mercadorias, existe uma série de processos envolvidos, a destacar:

      • planejamentos;
      • cotações de transportadoras;
      • auditorias de fretes.

      A ideia deste terceiro pilar da torre de controle é automatizar o máximo possível desses processos, mediante o mapeamento adequado destes. Em outras palavras, etapas burocráticas, lentas, manuais e redundantes devem ser modificadas de modo a dar celeridade às operações do setor logístico.

      Quais os benefícios da torre de controle logístico?

      A torre de controle logístico, por integrar e centralizar dados, permite muitas melhorias ao setor. Quando tecnologia, pessoas e processos atuam de forma sinérgica, a mudança é perceptível, impactando principalmente o cliente, que deve estar no centro da estratégia. Acompanhe a seguir os 6 principais benefícios!

      1. Monitoramento em tempo real

      A movimentação de estoques, por exemplo, pode ser monitorada em tempo real em uma torre de controle. A centralização de sistemas dispensa a necessidade de fazer vários acessos e perder um tempo que pode ser precioso para a eficiência da operação. Sempre que um item sai do estoque e vai para a expedição, todos os sistemas que compõem a torre recebem a notificação e atualizam suas bases de dados de forma automática.

      2. Competitividade

      Um dos dados que podem ser coletados e analisados diz respeito à performance dos concorrentes. Também conhecida por benchmarking, essa prática visa saber quais estratégias estão dando certo no setor logístico de outras empresas, ajudando a aumentar, além da competitividade, o volume de vendas e a possibilidade de expandir as operações no futuro.

      3. Levantamento de KPIs

      Os KPIs são indicadores de performance definidos durante o planejamento estratégico. A ideia é fazer uma comparação entre os resultados e os objetivos traçados, de modo que ajustes sejam feitos à logística da empresa em caso de discrepância. Nesse sentido, a torre de controle permite analisar esses indicadores, sendo que estes podem variar de empresa para empresa. No entanto, alguns KPIs usados geralmente são:

      • tempo médio que o transporte leva para entregar mercadorias ao cliente final;
      • Lead Time, que calcula o tempo entre o pedido do cliente e a chegada da encomenda até ele;
      • volume de devoluções, também conhecido por logística reversa.

      4. Centralização do atendimento

      Dado que as informações são atualizadas em tempo real nos sistemas que compõem a torre de controle logístico, o atendimento ao cliente torna-se muito mais ágil. A comunicação com fornecedores de insumos também melhora, contribuindo na elevação da satisfação do cliente, que terá incentivos adicionais para fechar negócio com maior recorrência.

      5. Melhora do planejamento das rotas

      Rotas planejadas de maneira inteligente evitam atrasos e imprevistos relacionados com avarias na estrada, por exemplo. Como o Brasil ainda depende muito do modal rodoviário, é de se esperar que as condições em alguns lugares não sejam das melhores, inclusive elevando o custo de manutenção dos veículos. A torre de controle logístico permite também avaliar os pedágios ao longo do percurso, de modo a apresentar aos colaboradores e gestores as melhores condições para o transporte das mercadorias.

      6. Aumento da produtividade

      A automação de processos e rotinas do setor logístico libera os colaboradores de atividades manuais para que exerçam trabalhos mais estratégicos. Isso está em perfeito alinhamento com a transformação digital, no que diz respeito ao cliente como centro do negócio e uso de tecnologia para aumentar a eficiência da operação.

      A torre de controle logístico é responsável por aumentar a eficiência do setor e gerar diferencial competitivo. Isso porque, unindo tecnologia, pessoas e processos, cria-se uma atmosfera favorável à transformação digital, aumentando não só as vendas, mas também promovendo a satisfação do cliente. Por meio de uma única tela, é possível ter uma visão de todos os setores, de modo a identificar e mitigar pontos de lentidão e ineficiência dos processos.

      Gostou do conteúdo? Então não saia de nosso blog sem antes conhecer nossas redes sociais! Siga a eSales no Facebook, Instagram e LinkedIn!

      Por:
      eSales
      do autor

      Comentários sobre este post